Mais

Como posso fazer um mapa OSM sem ícones e rótulos?

Como posso fazer um mapa OSM sem ícones e rótulos?


Quero criar um aplicativo da web que inclua o Open Street Map. Eu uso a biblioteca OpenLayers para criar mapas, mas agora quero criar mapas sem ícones como hospitais, coffeshop e outros ícones.

Estas imagens explicam:


Como BradHards já mencionou, você precisará renderizar seus próprios blocos de mapa.

Em help.openstreetmap.org, há uma lista de muitas oportunidades: https://help.openstreetmap.org/questions/136/how-do-i-render-my-own-maps-for-my-website.

Uma postagem semelhante em gis.stackexchange: Como eu desenharia e visualizaria mapas personalizados com base em dados OSM?


Por onde começar quando você não tem nenhum dado

A menos que você seja um profissional de GIS ou um cartógrafo profissional, encontrar os dados brutos para fazer um mapa pode parecer uma grande barreira para o sucesso. No entanto, existem muitos dados de mapas gratuitos disponíveis publicamente para serem usados ​​por designers gráficos e qualquer cartógrafo que não tenha os meios para gerar seus próprios dados. Dados de mapa gratuitos são um ótimo lugar para começar ao fazer um mapa, usando o MAPublisher e o Adobe Illustrator para torná-lo seu.


Авторские права и лицензирование

OpenStreetMap e reg содержит свободные данные, распространяемые по лицензии Licença de banco de dados aberto Open Data Commons (ODbL) организацией OpenStreetMap Foundation (OSMF).

Вы можете свободно копировать, распространять, передавать и дорабатывать наши данные пространять, передавать и дорабатывать наши данные пространять, передавать и дорабатывать наши данные пространять, передавать и дорабатывать наши данные до тедаталеры перабатывать наши данные. Если вы изменяете или берёте наши данные за основу, то вы должны распространять результат только по такой же лицензии. Полный юридический текст лицензии разъясняет ваши права и обязанности.

Наша документация распространяются по лицензии Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.0 (CC BY-SA 2.0).

Как сослаться на OpenStreetMap

Мы требуем, чтобы вы указывали «© Участники OpenStreetMap».

Вы должны также ясно обозначить, что по лицензии Open Database License распространяется база геоданных, в то время как готовые изображения карты лицензированы под CC BY-SA. Вы можете сделать это, разместив ссылку на эту страницу. Если же вы распространяете OSM только в виде базы данных, мы можете размещать гиперссылку типерссылку нанных. Если формат медиа делает использование гиперссылок невозможным (как например бумажные карты), мы рассчитываем, что вы направите читателей на openstreetmap.org (обозначив именно адрес сайта вместо только лишь названия проекта, 'OpenStreetMap'), на opendatacommons.org, и, при необходимости , на creativecommons.org.

Os blocos de mapa no & ldquostandard style & rdquo em www.openstreetmap.org são um trabalho produzido pela OpenStreetMap Foundation usando dados do OpenStreetMap sob a Open Database License. Se você estiver usando esses blocos, use a seguinte atribuição: & ldquoBase map and data from OpenStreetMap and OpenStreetMap Foundation & rdquo.

В случае электронной карты с прокруткой, ссылка должна всегда находиться в углу окна просмотра. Например:

Узнайте больше

Прочитайте больше об использовании наших данных и о том, как указывать нас, на странице Лицени.

Хотя данные OpenStreetMap открыты для использования, мы не в состоянии предоставить бесплатный API к навания См. Правила использования API, Правила использования частей карты и Правила использования службы Nominatim.

Кто вносит вклад в наш проект

Участниками проекта являются тысячи отдельных людей. Проект также включает данные под свободными лицензиями от национальных картографических агентств и от других источников, среди которых:

  • Австрия. Данные города Вена (на условиях CC BY), а также земель Форарльберга и Тироля (на условиях CC BY), а также земель Форарльберга и Тироля (на условиях CC BY AT словиях CC BY AT сминодолет.
  • Австралия. Данные пригородов от Австралийского бюро статистики.
  • Канада. Данные от GeoBase ®, GeoGratis (© Департамент природных ресурсов Канады), CanVec (© Департамент природных ресурсов Канады) и StatCan (Отдел Географии, Статистическое ведомство Канады).
  • Финляндия: Содержит данные из топографической базы национальной земельной службы Финляндии базы базы национальной земельной службы Финляндии другиндии другиндий другиних
  • Франция: Данные от Главного налогового управления.
  • Нидерланды: Contém e copia dados AND, 2007 (www.and.com)
  • Новая Зеландия: содержит данные из сервиса LINZсогласно лицензии CC BY 4.0
  • Словения: Содержит данные от Геодезического и картографического управления и Министерства сельского, лесного хозяйства и продовольствия (открытая информация Словении).
  • Испания: Содержит данные, полученные от Испанского национального географического института (IGN) и Национальной картографической системы (scne) и лицензированные для повторного использования в соответствии с CC BY 4.0.
  • ЮАР: Имеются данные из Главное управление: Национальная геоинформационная система, права приннарат.
  • Великобритания. Данные Ordnance Survey © Crown copyright и права на базы данных 2010-19.

Mais informações

Включение данных в OpenStreetMap не означает, что поставщик первичных данных каким-либо образом поддерживает OpenStreetMap, предоставляет гарантии или принимает на себя какую-любую ответственность.

Нарушение авторских прав

Напоминаем участникам сообщества OSM, что добавление данных из любых защищённых авторским правом источников (например, с Google Maps или печатных карт) не должно проводиться без явного предварительного согласия правообладателей.

Если вы считаете, что защищённый авторским правом материал был неправомерно добавлен к базе OpenStreetMap или к этому сайту, пожалуйста, обратитесь к нашей процедуре изымания или непосредственно на нашу вебстраницу регистрации.

Товарные знаки

OpenStreetMap, логотип с увеличительным стеклом и Estado do mapa являются зарегистрированными товарными знаками Фоными знаками Фоными Openондами Open. Если у вас есть вопросы об использовании этих знаков, пожалуйста, ознакомьтесь с Политикотовароватитиколититесь с Политикотовалититесьватититоколитититоловатититиколы болитикотороватититититороватитититох


Existe uma maneira de gerar seu mapa sem usar pacotes externos: não use o osmar.

Este link, para o excelente site Mapzen, fornece um conjunto de shapefiles de áreas administrativas na Polónia. Se você fizer o download e descompactá-lo, verá um conjunto de arquivos de forma chamado warsaw.osm-admin. *. Isto é um polígono shapefile de todos os distritos na Polônia, convenientemente indexado por osm_id (!!). O código a seguir assume que você baixou o arquivo e descompactou-o no "diretório com seus shapefiles".

Duas nuances: (1) Os IDs osm são armazenados como números negativos, então você tem que usar, por exemplo,

para extrair o distrito relevante, e (2) o shapefile não é projetado em WGS84 (long / lat). Portanto, temos que reprojetá-lo usando:

O motivo pelo qual osmar não funciona é que os caminhos estão na ordem errada. Seu warszawa.sp é um SpatialLinesDataframe, composto de um conjunto de caminhos (12 no seu caso), cada um dos quais composto de um conjunto de segmentos de linha. Quando você usa fortify (.) Nisso, o ggplot tenta combiná-los em uma única sequência de pontos. Mas como os caminhos não estão em ordem convexa, o ggplot tenta, por exemplo, conectar um caminho que termina no nordeste a um caminho que começa no sudoeste. É por isso que você está recebendo todas as linhas extras. Você pode ver isso colorindo os segmentos:

As cores estão na ordem do "arco-íris" (vermelho, laranja, amarelo, verde, etc.). Claramente, as linhas não estão nessa ordem.


Software de mapa interativo iMapBuilder

Ao fazer um mapa, você pode plotar localizações por ponto no mapa, inserindo valores de latitude e longitude diretamente, ou você pode criar um mapa ainda mais rápido importando marcadores de um arquivo de dados CSV, com uma lista de valores de coordenadas (longitude e latitude).

Localizador de filiais e lojas
com anotação mostrando detalhes de endereço

Faça um mapa de localização de lojas interativo em segundos. Mostre um mapa de todas as lojas ou filiais no site para ajudar os clientes a encontrar informações. Os usuários podem clicar em um local para ver os detalhes em uma caixa de diálogo pop-up, mostrando endereço, número de telefone, etc, que suporta texto, links, imagens e vídeo.

Crie seu próprio mapa usando iMapBuilder
All-in-1 Map Software

Crie um mapa HTML5 interativo para apresentação ou visualização de dados com apenas alguns cliques. Identifique facilmente localizações, adicione rotas, efeitos de rollover e zoom. Incorpore seu mapa responsivo no site ou compartilhe por e-mail. Mapas gerados em HTML5, para visualização em PC, Mac e dispositivos móveis sem plug-ins.

Mapa seletor de área clicável
Para fácil seleção de conteúdo e navegação na web

O Seletor de área é um mapa interativo que mostra países, estados ou condados. Os usuários podem clicar em uma área e ser redirecionados para uma página relacionada à área ou continuar com uma pesquisa. É uma ferramenta útil para sites que contêm informações relacionadas a várias regiões, por exemplo, um site de imobiliárias, um guia de hotéis online.

Mapas de rota interativos
para empresas de viagens, transporte aéreo e frete

Crie um mapa com vários locais e destinos. Conecte locais desenhando linhas ou curvas. Adicione etiquetas, ícones, alfinetes, com caixa de pop-up mouseover para exibir informações detalhadas sobre a rota. Gere rapidamente um mapa de viagem, mapa de envio ou mapa de rota de voo.

ou tente Editor de mapas online com o Google Maps disponível.

Crie mapas etiquetados

Crie um mapa político do mundo com todos os nomes de países e fronteiras, ou um mapa mostrando os 50 estados dos EUA com suas abreviaturas oficiais.

Mapas de visualização de dados

Use cores para visualizar os dados de uma maneira melhor. Destaque regiões ou gere mapa de calor e gráficos de bolhas que sombreiam áreas geográficas com base na intensidade.

Vasta seleção de mapas

Crie mapas regionais usando modelos prontos. Incluindo continentes mundiais, países, mapas de condados dos Estados Unidos e mapas de código postal.

IMapBuilder HTML5 para Windows

Versão mais recente: v13.0 (lançada em 30 de janeiro de 2020)

  • Windows 7, 8, 8.1, 10, Vista, XP SP2 +
  • Funciona em Windows de 32/64 bits.
  • Os mapas são responsivos e podem ser visualizados em tablets PC, Mac, celulares e amplificadores.
  • Exporte para apresentação ou publique no site.

Baixe o teste grátis
Para usuários de Mac OS e Linux,
experimentar iMapBuilder Online com suporte para HTML5 e Google Maps.


Editores de edições especiais

O termo ciência cidadã é usado quando o trabalho científico é executado parcial ou totalmente por voluntários, que geralmente não são especialistas. Durante a última década, a ciência cidadã e os projetos baseados em conteúdo gerado pelo usuário aumentaram dramaticamente. A ciência cidadã no campo da observação da Terra começou mais recentemente e uma série de projetos têm evoluído que envolvem os cidadãos no monitoramento do meio ambiente. Além disso, as observações baseadas nos cidadãos podem apoiar a observação da Terra em vários campos diferentes, como mudança climática, desenvolvimento sustentável, monitoramento de secas, cobertura da terra ou mudança no uso da terra. Além disso, existe o potencial de usar observações baseadas em cidadãos em combinação com outros dados de observação da Terra atualmente em crescimento a partir de novos sensores, como a família de satélites Sentinel e o Landsat. Em particular, os dados in situ fornecidos pelos cidadãos podem ser usados ​​para atividades de calibração e validação, bem como para a fusão ou uso combinado de observações de satélite e cidadãos.
Em 2016, editamos uma edição especial da Sensoriamento remoto que apresentou uma visão ampla do estado da arte em Ciência Cidadã e Observação da Terra, agora é hora de revisitar o tema. A edição especial proposta recebe contribuições no campo da observação da Terra e suas aplicações no que diz respeito a:

  • Métodos para coleta de dados com base no cidadão
  • Uso inovador de observações do cidadão
  • Mobilização de cidadãos
  • Uso combinado de observações por satélite e baseadas em cidadãos
  • Contribuições de observações de cidadãos para apoiar dados confiáveis
  • Qualidade das observações baseadas no cidadão
  • Conflação de dados e mineração de dados
  • Contribuições de observações dos cidadãos para apoiar os objetivos de desenvolvimento sustentável

Dr. Steffen Fritz
Dr. Cid e aacutelia Costa Fonte
Editores Convidados

Informações de envio do manuscrito

Os manuscritos devem ser submetidos online em www.mdpi.com, registrando-se e fazendo login neste site. Depois de registrado, clique aqui para acessar o formulário de inscrição. Os manuscritos podem ser submetidos até a data limite. Todos os artigos serão revisados ​​por pares. Os artigos aceitos serão publicados continuamente na revista (assim que forem aceitos) e serão listados juntos no site da edição especial. Artigos de pesquisa, artigos de revisão, bem como comunicações breves são convidados. Para trabalhos planejados, um título e um resumo curto (cerca de 100 palavras) podem ser enviados ao Escritório Editorial para divulgação neste site.

Os manuscritos enviados não devem ter sido publicados anteriormente, nem estar sob consideração para publicação em outro lugar (exceto artigos de anais de conferências). Todos os manuscritos são completamente avaliados por meio de um processo cego de revisão por pares. Um guia para autores e outras informações relevantes para a submissão de manuscritos estão disponíveis na página de Instruções para Autores. Sensoriamento remoto é uma revista semestral de acesso aberto revisada por pares internacionais publicada pela MDPI.

Visite a página de Instruções para Autores antes de enviar um manuscrito. A taxa de processamento de artigos (APC) para publicação nesta revista de acesso aberto é de 2400 CHF (francos suíços). Os artigos enviados devem ser bem formatados e usar um bom inglês. Os autores podem usar o serviço de edição em inglês da MDPI antes da publicação ou durante as revisões do autor.


Visualizando Dimensões

Quando arrastamos uma dimensão geográfica nomeada apropriadamente para a propriedade "Detalhe" do cartão Marcas, o Tableau reconhece os dados e gera valores relevantes de longitude / latitude como colunas e linhas para localizar os geodados em um plano de fundo do mapa. Na imagem acima, vemos um ponto azul que indica a interseção das coordenadas geográficas

Quando alteramos o tipo de marca de automático para mapa, o Tableau preenche a cor dos estados em nosso conjunto de dados. Nossos dados estão limitados ao estado da Virgínia. Claro, estamos interessados ​​em dados em nível de condado.

Com a função geográfica para Fips definida como "Condado", podemos arrastar a dimensão para a propriedade "Detalhe" do cartão Marcas para adicionar as fronteiras do condado ao mapa do estado. Vemos que as dimensões adicionadas à propriedade de detalhe são mostradas na dica de ferramenta para áreas abaixo do cursor.

Observação: a localidade não é uma função geográfica reconhecida no Tableau. Precisaremos definir a função geográfica da dimensão como "County" para que o Tableau reconheça os valores de campo como geodados.

Adicionamos nomes às nossas localidades mapeadas arrastando a dimensão para a propriedade “Rótulo”. Além disso, os nomes das localidades serão adicionados automaticamente à dica de ferramenta que aparece quando passamos o cursor sobre o mapa.


Adicionar cor

Existem duas maneiras de adicionar cor à visualização do mapa: Você pode colorir os locais de forma categórica ou pode colorir os locais de forma quantitativa.

Para colorir locais em seu mapa categoricamente:

De Dados painel, arraste uma dimensão para colorir no cartão Marcas.

A imagem abaixo mostra cada estado dos EUA colorido por região: Oeste, Centro, Sul e Leste. A dimensão, Região, está na cor no cartão Marcas.

Para colorir cada local em seu mapa quantitativamente:

De Dados painel, arraste uma medida para colorir no cartão Marcas.

A imagem abaixo mostra cada estado dos EUA colorido de acordo com a quantidade de vendas que alcançou. A medida, Vendas, está em cores no cartão Marcas.


4. Uma nova aliança

Os dados geoespaciais estão sujeitos a erros e deficiências, independentemente de sua origem, mas os profissionais ainda são os guardiões desses dados. Embora o OpenStreetMap ostente uma massa de dados globais de pessoas com conhecimento local, muitas vezes é tratado com a mesma dúvida em 2017 que os professores do ensino médio lançaram sobre a Wikipedia em 2005. Ele pode ser usado como um guia, mas não é necessariamente confiável como dados do US Geological Survey (USGS) ou do Ordinance Survey (OS) no Reino Unido. O método por trás do OpenStreetMap, no entanto, ainda parece promissor, conforme discutimos - é complementar aos dados oficiais.

Edições feitas por voluntários TNMCorps (fonte: USGS)

O USGS lançou o National Map Corps (TNMCorps) há mais de uma década e até hoje aceita contribuições de “cientistas cidadãos” na construção do Mapa Nacional, junto com outros produtos de mapas do governo. Enquanto isso, o HERE WeGo do HERE Maps é organizado por uma combinação de profissionais e uma comunidade de usuários por meio do HERE Map Creator. Nesses casos, órgãos oficiais, como o governo federal ou uma corporação internacional, estão descobrindo que os dados gerados pelo usuário têm o potencial de tornar seus mapas melhores do que antes.

Enquanto isso, o aprendizado de máquina também está se beneficiando da contribuição humana. Sem dúvida, você encontrou uma imagem CAPTCHA ou reCAPTCHA (teste de Turing público totalmente automatizado para diferenciar computadores e humanos) ao fazer login em sua conta de usuário em algum lugar da web e, assim, começou a contribuir para a verificação humana de algoritmos de reconhecimento de texto. Além disso, uma ideia chamada Geo-reCAPTCHA surgiu para descrever o uso de microinformações de usuários para digitalizar edifícios e outros recursos de imagens de observação da Terra.

No OpenStreetMap, surgiu uma grande preocupação com o uso corporativo do aprendizado de máquina para gerar dados de mapas, pois isso pode ser visto como uma ameaça ao valor da contribuição humana. No entanto, a verificação e validação humanas são um princípio central do OpenStreetMap, e as contribuições baseadas em aprendizado de máquina para o mapa são examinadas pelos usuários. Um mapeador humano no Sri Lanka ainda detém a autoridade final sobre a classificação de uma estrada, mesmo que um algoritmo a tenha extraído de imagens de satélite e um analista do Vale do Silício o tenha verificado.

Segmentações semânticas mapilares, codificadas por cores

As imagens no nível da rua oferecem uma vantagem dupla neste domínio. Essas imagens são evidências fotográficas e, combinadas com carimbos de data / hora e geotags, tornam-se muito próximas de dados confiáveis. Um usuário casual com um smartphone pode provar que um conjunto de dados do governo posicionou incorretamente um trilho de trem no mapa, dando uma visão interativa e in loco do que está lá.

Além disso, os recursos de aprendizado de máquina podem ajudar esse usuário a se tornar um produtor de dados, transformando várias centenas de fotos em um mapa de sinais de trânsito no centro de uma cidade. Às vezes, isso preenche lacunas nos dados oficiais, acrescentando novos conhecimentos, outras vezes, resolve conflitos ou fornece a oportunidade de determinar se os dados humanos são, de fato, mais precisos em suas classificações.


No momento, não é possível fazer isso em seus lugares salvos. As pessoas continuam postando feedback para solicitar isso. Você também pode fazer isso.

Mas existe uma opção. Existem outros "Mapas do Usuário" mais personalizáveis, herdados do antigo Google Maps (uma das poucas coisas no cenário do Google que eram mais úteis em uma versão mais antiga e não foi desativada).

Vamos para Menu de três barras -> Seus lugares -> Mapas (ao invés de Salvou) -> CRIAR MAPA (no fundo).

Você também pode importar mapas para lá, e o AFAIR I exportou um mapa do SAVED e importou no MAPS, para poder personalizá-lo.

Este é um exemplo de mapa que criei há cerca de 5 anos.

Não tenho certeza se o nível de personalização permitido atualmente é o mesmo de antes. Mas você ainda pode mudar as cores, usar grupos de marcadores dentro de um mapa e configurar cada grupo separadamente, usar números de marcadores sequenciais dentro de um grupo, etc. Mexa um pouco.


Assista o vídeo: Czym jest Profil Zaufany i jak go założyć? KŚ wyjaśnia