Mais

Como organizo os rótulos na parte superior ou inferior, direita ou esquerda?

Como organizo os rótulos na parte superior ou inferior, direita ou esquerda?


Como organizo os rótulos no layout, por exemplo, quero que o rótulo Ano esteja no topo dos Acres. Tentei várias maneiras de fazer isso usando o Label Manager, mas não consigo acertar. Alguém tem uma sugestão melhor ou uma boa maneira de resolver isso?


Existe uma boa razão para que duas classes de rótulo estejam sendo usadas? Quando as etiquetas estão em uma classe separada, não há garantia de que serão colocadas próximas umas das outras.

Por que não usar apenas uma classe com uma expressão de rótulo como esta?

[ANO] & vbNewLine & "" & [ÁREA] & ""

Consulte a ajuda para obter mais informações sobre tags de formatação.


Você pode clicar com o botão direito do mouse na camada e, em seguida, "Converter rótulos em anotação". Em seguida, você pode arrastar manualmente os rótulos para onde quiser.


Sei que é uma resposta tardia, mas parece que ainda não existe uma resolução adequada para isso. Minha solução alternativa foi criar as classes de rótulo na ordem em que desejo que apareçam.

Então, eu tenho uma aula de "Ano" e depois uma aula de "Área". Igual a:

O resultado é:


O Gmail não oferece uma maneira de reordenar os rótulos. Eles são listados estritamente em ordem alfabética.

O que fiz foi colocar um caractere de pontuação relativamente discreto na frente do rótulo. Por exemplo:

Dessa forma, eles fluem para o topo. Você pode fazer algo semelhante para soltar os rótulos na parte inferior, tudo dependendo se o caractere está classificado antes ou depois das letras.

Para símbolos que são classificados após letras,

, (ou entre maiúsculas e minúsculas, [] ^ _ e `), consulte ASCII na Wikipedia. Todo o resto será classificado antes, de acordo com a ordem da mesa. Esta representação de bits subjacente fornece um número de índice e, portanto, a ordem, & quotlexicográfica & quot, para cada caractere.


Divida as localizações de estoque em zonas ou grupos

Se suas operações de estoque cobrem mais de uma instalação, ou uma instalação grande, ou se você gostaria apenas de poder agrupar locais para fins de relatório, recomendamos a criação de zonas ou grupos de locais. Se você acha que não precisará usar zonas ou grupos, pule para a etapa 2 abaixo.

Como você pode ver, a loja possui vários cômodos. E cada sala tem um nome usado pelos funcionários.

Os nomes dos quartos são os seguintes (ver fig. 4, à direita):

  • ENVIO E RECEBIMENTO
  • ESCRITÓRIO
  • CAFETERIA
  • ARMAZENAR
  • CONTADOR
  • ASSAR E MONTAGEM DO amplificador
  • BANHEIRO

Áreas de armazenamento comumente usadas (fig. 4)

Abreviando cada nome de sala, podemos facilmente incorporá-lo ao nome do local do estoque sem tornar os nomes dos locais muito longos. Isso ajudará na visualização de nomes de locais em tabelas e rótulos.

Podemos abreviar o seguinte (ver fig. 5, à direita):

  • ENVIO E RECEBIMENTO - “R”
  • ESCRITÓRIO - “O”
  • CAFÉ - “F”
  • ARMAZENAGEM - “S”
  • CONTADOR - “C”
  • ASSAR E MONTAGEM DO amplificador - “B”
  • RESTROOM - “M”

Áreas de armazenamento comumente usadas, abr. nomes de zona (fig. 5)

Por que estamos fazendo isso?

Se você armazenar seus itens em uma pequena área ou um cômodo, não precisa usar zonas porque você só tem uma zona. Mas se você tem uma grande área de armazenamento ou mais de um cômodo, vai se beneficiar dividindo seu espaço em pedaços menores gerenciáveis.

Alguns dos benefícios são óbvios:

Outros, nem tanto:

  • Você tem a capacidade de reutilizar nomes de zona.
  • Você pode classificar dados, imprimir planilhas de contagem e fazer outras atividades por zona.
  • As abreviações facilitam a digitação dos nomes dos locais.
  • As abreviações facilitam a inclusão dos nomes das zonas nas etiquetas de localização.
  • Os relatórios “lêem mais facilmente” quando a mesma palavra longa não aparece repetidamente.
  • Não há confusão sobre o nome de um lugar.

Encurtar o nome da zona para apenas uma letra nos ajudará a cumprir nossa meta de incluir o nome completo do local do estoque em cada etiqueta. Em um curto espaço de tempo, as pessoas que usam o sistema de inventário irão associar o nome de uma letra à descrição mais longa da zona.


Crie nomes de arquivo claros e concisos.

A terceira etapa na organização de um arquivo é criar nomes de arquivo claros e concisos. Um nome de arquivo deve descrever claramente o que está contido dentro do arquivo. Você deseja ser capaz de ver o nome do arquivo e entender o que está contido no arquivo sem ter que abrir o arquivo e olhar dentro do conteúdo.

Embora um arquivo com um nome inteligente possa parecer divertido agora, mas em alguns meses, você pode acabar intrigado ou confuso. Na dúvida, pense de forma inteligente e simples. Por exemplo, você pode criar uma lista usando os nomes dos utilitários listados na seção acima. Nesse caso, a conta de cabo se tornaria cabo alfa, a conta de gás se tornaria gás natural beta, a conta elétrica se tornaria elétrica gama e assim por diante.

À medida que desenvolve seus nomes de arquivo, você deve fazer o possível para evitar a criação de nomes de arquivo duplicados e pastas de arquivos diversos. Esses tipos de arquivos podem causar muitos problemas em um sistema de arquivamento.

Arquivos duplicados literalmente criam duas vezes a quantidade de trabalho que você gastará na maior parte do tempo procurando por componentes de arquivo perdidos ou ausentes. Embora pastas diversas possam parecer convenientes à primeira vista, elas tornam extremamente difícil recuperar informações importantes.

Depois de confirmar sua lista final de nomes de arquivos, você pode organizar os nomes de arquivos de acordo com seu sistema de arquivamento. Você pode escrever sua lista na mesma folha de papel ou em uma folha separada, ou usar uma série de notas adesivas para organizar os itens um por um. Você pode usar este ponto como uma verificação final para certificar-se de que o sistema de arquivamento e os nomes dos arquivos funcionam bem entre si.


Criar classes e rotular objetos

A parte superior do painel permite que você gerencie classes de objetos e crie manualmente os objetos usados ​​para treinar o modelo de aprendizado profundo. Existem muitas ferramentas disponíveis para ajudá-lo a criar objetos rotulados.

Crie um objeto rotulado desenhando um retângulo ao redor de um recurso ou objeto no raster.

Crie um objeto rotulado desenhando um polígono ao redor de um recurso ou objeto no raster.

Crie um objeto rotulado desenhando um círculo ao redor de um recurso ou objeto no raster.

Crie um objeto rotulado desenhando uma forma à mão livre ao redor de um recurso ou objeto no raster.

Crie um recurso selecionando um segmento de uma camada segmentada. Esta opção estará disponível apenas se houver uma camada segmentada no painel Conteúdo. Ative o Seletor de segmento destacando a camada segmentada no painel Conteúdo e, a seguir, selecione a camada na lista suspensa Seletor de segmento.

Selecione e edite um objeto rotulado.

Crie um esquema de classificação.

  • Navegue até um esquema existente.
  • Gere um novo esquema a partir de uma classe de recurso de amostra de treinamento existente.
  • Gere um novo esquema a partir de um raster classificado existente.
  • Use o esquema padrão do National Land Cover Database de 2011.

Salve as alterações no esquema.

Salve uma nova cópia do esquema.

Adicione uma categoria de classe ao esquema. Selecione o nome do esquema primeiro para criar uma classe pai no nível mais alto. Selecione o nome de uma classe existente para criar uma subclasse.

Remova a classe selecionada ou categoria de subclasse do esquema.

  1. Clique em uma das ferramentas de esboço, como Retângulo, Polígono, Círculo ou Mão livre, para começar a coletar amostras de objetos.
  2. Usando uma ferramenta de esboço, delineie o recurso de imagem que representa o objeto no mapa.
  1. Se você estiver criando um recurso sem uma classe especificada, a caixa de diálogo Definir classe será exibida. Para obter mais informações sobre esta caixa de diálogo, consulte a seção Definir classe.

Agora que você rotulou manualmente uma amostra representativa de objetos, eles podem ser usados ​​para exportar seus dados de treinamento.

Definir classe

A caixa de diálogo Definir classe permite criar uma nova classe ou definir uma classe existente. Se você escolher Usar classe existente, selecione a opção de Nome de classe apropriada para esse objeto. Se você escolher Adicionar nova classe, você pode, opcionalmente, editar as informações e clicar em OK para criar a nova classe.

Objetos Rotulados

A guia Objetos rotulados está localizada na seção inferior do painel e gerencia os exemplos de treinamento que você coletou para cada classe. Colete sites representativos, ou exemplos de treinamento, para cada classe na imagem. Uma amostra de treinamento possui informações de localização (polígono) e uma classe associada. O algoritmo de classificação de imagens usa as amostras de treinamento, salvas como uma classe de recurso, para identificar as classes de cobertura do solo em toda a imagem.

Você pode visualizar e gerenciar exemplos de treinamento adicionando, agrupando ou removendo-os. Quando você seleciona uma amostra de treinamento, ela é selecionada no mapa. Clique duas vezes em uma amostra de treinamento na tabela para ampliá-la no mapa.

Abra uma classe de recurso de exemplos de treinamento existente.

Salve as edições feitas na classe de recurso de objetos rotulados atual.

Salve os objetos rotulados atuais como uma nova classe de recurso.

Exclua os objetos rotulados selecionados.


Dicas de recebimento de armazém


47. Abra espaço para receber. & # 8220Muitos erros de estoque podem acontecer no recebimento se sua equipe de gerenciamento de estoque não tiver espaço suficiente para trabalhar. Evite dar a eles um pequeno escritório no final da sala. Eliminar erros de recebimento irá livrá-lo de todos os tipos de problemas desagradáveis ​​posteriormente no ciclo de vendas, como perda de tempo, dinheiro e credibilidade. & # 8221 - Emilie Fritsch, 10 maneiras de melhorar o gerenciamento de estoque de armazém com & amp sem software, SKUVault Twitter: @skuvault
48. Crie uma política de recebimento e uma planilha de procedimentos. & # 8220Escreva uma folha de política e procedimento sobre como funciona o processo de inventário para o seu negócio. Por exemplo, o estoque pode chegar na área de recebimento do armazém, então descreva como o estoque vai desde o recebimento, quem é responsável por registrar o estoque em seu sistema de rastreamento de estoque e, em seguida, como o estoque é colocado nas prateleiras de armazenamento. & # 8221 - Kristie Lorette, Como configurar o estoque em um armazém, Houston Chronicle Twitter: @HoustonChron

49. Superdimensione a área de recepção. & # 8220Receber é sem dúvida a função mais crítica do warehouse. É importante garantir que você tenha espaço suficiente para que sua equipe execute todas as atividades necessárias, desde a desmontagem dos paletes até a contagem dos itens. Quanto mais espaço houver na área de recebimento, mais fácil será para sua equipe concluir o trabalho com eficiência. & # 8221 - Melhorando o Layout do Seu Armazém, Twitter da Adaptalift Hyster: @aalhyster
50. Faça com que porções de pedidos cheguem simultaneamente na doca. & # 8220 Várias partes dos pedidos - palete completo, separação de caixa e separação solta - devem chegar o mais próximo possível na doca, para que o pedido vá diretamente para o trailer em vez de ser colocado no chão. & # 8221 - Leslie Hansen, Melhores práticas no centro de distribuição atual e nº 8217s, Twitter da InboudLogistics: @ILMagazine


Configurar uma caixa & # 39Do mais tarde & # 39

Você pode se pegar dizendo "Farei isso mais tarde" quando se trata de organização. Isso pode criar um cortador mental, o que pode levar ao estresse. Para aliviar isso, mantenha uma caixa específica onde você pode colocar pequenos itens que você precisa para classificar, guardar ou tratar mais tarde. Então, antes de ir para a cama todas as noites, organize esses itens para que tudo esteja em seu lugar para o dia seguinte.


Como organizo os rótulos na parte superior ou inferior, direita ou esquerda? - Sistemas de Informação Geográfica

VAERS aceita relatórios de eventos adversos e reações que ocorrem após a vacinação. Prestadores de serviços de saúde, fabricantes de vacinas e o público podem enviar relatórios ao VAERS. Embora muito importantes no monitoramento da segurança da vacina, os relatórios do VAERS por si só não podem ser usados ​​para determinar se uma vacina causou ou contribuiu para um evento adverso ou doença. Os relatórios podem conter informações incompletas, imprecisas, coincidentes ou não verificáveis. A maioria dos relatórios para o VAERS são voluntários, o que significa que estão sujeitos a vieses. Isso cria limitações específicas sobre como os dados podem ser usados ​​cientificamente. Os dados dos relatórios do VAERS devem sempre ser interpretados com essas limitações em mente.

Os pontos fortes do VAERS são que ele tem escopo nacional e pode fornecer rapidamente um alerta precoce de um problema de segurança com uma vacina. Como parte da abordagem multissistêmica do CDC e do FDA para o monitoramento da segurança da vacina pós-licenciamento, o VAERS foi projetado para detectar rapidamente padrões incomuns ou inesperados de eventos adversos, também conhecidos como "sinais de segurança". Se um sinal de segurança for encontrado no VAERS, outros estudos podem ser feitos em sistemas de segurança, como o Vaccine Safety Datalink (VSD) ou o projeto Clinical Immunization Safety Assessment (CISA). Esses sistemas não têm as mesmas limitações do VAERS e podem avaliar melhor os riscos à saúde e as possíveis conexões entre eventos adversos e uma vacina.

  • Os fornecedores de vacinas são encorajados a relatar qualquer problema de saúde clinicamente significativo após a vacinação ao VAERS, independentemente de acreditarem ou não que a vacina foi a causa.
  • Os relatórios podem incluir informações incompletas, imprecisas, coincidentes e não verificadas.
  • O número de notificações por si só não pode ser interpretado ou usado para chegar a conclusões sobre a existência, gravidade, frequência ou taxas de problemas associados às vacinas.
  • Os dados do VAERS são limitados a notificações de eventos adversos de vacinas recebidas entre 1990 e a data mais recente para a qual existem dados disponíveis.
  • Os dados VAERS não representam todas as informações de segurança conhecidas para uma vacina e devem ser interpretados no contexto de outras informações científicas.

Existem limitações para os dados VAERS. Um relatório ao VAERS não significa que a vacina causou o evento adverso, apenas que o evento adverso ocorreu algum tempo após a vacinação. Leia mais sobre como interpretar os dados VAERS em Informações adicionais: Limitações de dados.

Incidência: Relatórios de eventos adversos após imunização (AEFI) submetidos ao Sistema de Notificação de Eventos Adversos de Vacinas. As características do evento incluem sintomas relatados, tipo de vacina, nome e fabricante, número de dias entre a vacinação e o evento adverso, data da vacinação, data do relatório, se o evento foi considerado sério, como o resultado do evento foi categorizado, se o paciente se recuperou e faixa etária, sexo e estado de origem do paciente.

População: Todas as pessoas que relataram evento (s) adverso (s) após a vacinação, relatórios recebidos de junho de 1990 até a última sexta-feira. Os relatórios são atualizados semanalmente e incluem relatórios processados ​​até a sexta-feira anterior.

    Pessoa e lugar
  1. Idade
  2. Sexo
  3. Estado / Território
    Características do evento:
  4. Sintomas - classificados com Dicionário Médico para Atividades Regulatórias (MedDRA)
  5. Categoria do evento - descreve o resultado do evento
  6. Recuperado - indica se o paciente se recuperou
  7. Grave - indica se o evento foi classificado como grave
  8. Intervalo de início - número de dias após a vacina, quando os sintomas ocorreram
  9. Dias no hospital - número de dias hospitalizados
  10. Vacina administrada por - pública, privada, outra, militar, trabalho, farmácia, vida de idosos, escola, agência desconhecida
  11. Vaccine Purchased By - pública, privada, outra, militar, agência desconhecida
  12. Versão do formulário de relatório - todos, VAERS-1, VAERS 2.0
  13. VAERS ID - número de identificação único para este evento
  14. Mfr / Imm Proj Num - Número do projeto do fabricante / imunização, quando aplicável
    Características da vacina:
  15. Produtos de vacina - tipo e nome da vacina
  16. Fabricantes - fabricantes de produtos de vacinas
  17. Dose de vacina - o número de doses de vacina dadas para uma vacina
  18. Lote de vacina - o número do lote de um produto de vacina
    Campos de texto do formulário VAERS:
  19. Descrição de Evento Adverso
  20. Dados de laboratório
  21. Doença Atual
  22. Eventos adversos após vacinações anteriores
  23. Medicamentos na hora da vacinação
  24. História / Alergias
    Características da data:
  25. Ano e mês vacinado
  26. Ano e mês reportados
  27. Relatório de ano e mês foi recebido
  28. Ano e mês do início do evento adverso
  29. Ano e mês da morte

Consulte os seguintes tópicos:

Para obter mais informações, consulte o seguinte:
Guia rápido
Etapa 1: organizar o layout da mesa
Etapa 2: selecione os sintomas
Etapa 3: Selecione as características da vacina
Etapa 4: selecione o local, a idade e o sexo
Etapa 5: selecione outras características do evento
Etapa 6: Pesquisar campos de texto
Etapa 7: Selecione as datas para quando o evento foi relatado
Etapa 8: Selecione as datas de recebimento do relatório
Etapa 9: Selecione as datas de vacinação
Etapa 10: Selecione as datas para o início do evento adverso à saúde
Etapa 11: Selecione as datas da morte
Etapa 12: Outras opções

  • Para mapear seus dados, você deve selecionar uma localização geográfica como "Por variável" para agrupar seus resultados, como Estado.

Selecione até cinco variáveis ​​que servem como chaves para agrupar seus dados. Por exemplo, você pode selecionar para agrupar (resumir, estratificar, indexar) seus dados por Ano de vacinação e por Grave, para comparar o número de relatórios graves e não graves de cada ano.

  • As medidas padrão são contagens e porcentagem do total. O número total de eventos que correspondem aos seus critérios de consulta também é mostrado na guia Resultados, na área de mensagens acima da tabela.
  • Sobre as medidas opcionais:
    Marque as caixas em Medidas opcionais na seção 1 da guia Solicitação, se desejar gerar as entradas dos campos de texto no formulário de relatório VAERS. Você deve agrupar os resultados por VAERS ID ao solicitar qualquer uma das medidas opcionais. Ao fazer isso, as contagens e porcentagens são desabilitadas por padrão. Você pode mostrar as contagens e porcentagens usando o menu "Opções rápidas" na guia Resultados.
  • Sobre gráficos:
    Você não pode fazer gráficos quando seus dados têm mais de duas variáveis ​​por.
  • Sobre mapas:
    Para fazer um mapa, você deve solicitar dados com uma variável de localização geográfica, como Estado, como um "Por-variável". Em seguida, clique na guia Mapa.

A coluna Eventos relatados mostra a contagem resumida ou a incidência de frequência das categorias selecionadas na solicitação de dados. Por exemplo, quando os dados são agrupados por sintomas, a coluna Eventos relatados mostra o número de vezes que um sintoma específico ocorre nos relatórios incluídos na solicitação de dados, o que não quer dizer que este seja o número de pessoas afetadas pelo sintoma, nem o número total de eventos únicos. Este é o número de vezes que o sintoma específico é mencionado em relatórios de eventos.

  • Eventos e relatórios não são iguais. Por exemplo, um único evento tem um relatório "primário" ou inicial e também pode ter vários relatórios subsequentes ou de acompanhamento. Desde janeiro de 2011, apenas relatórios primários são incluídos nos dados.
  • Alguns itens podem ter mais de 1 ocorrência em qualquer relatório de evento único, como sintomas, produtos vacinais, fabricantes e categorias de eventos. Se os dados forem agrupados por qualquer um desses itens, o número na coluna Eventos relatados pode exceder o número total de eventos exclusivos. Se as porcentagens forem mostradas, a porcentagem associada do total de relatórios de eventos exclusivos excederá 100% nesses casos. Por exemplo, o número de sintomas mencionados provavelmente excederá o número de eventos relatados, porque muitos relatórios incluem mais de 1 sintoma. Quando mais de 1 sintoma ocorre em um único relatório, a porcentagem de sintomas para eventos exclusivos é superior a 100%. Para obter mais informações, consulte Múltiplas menções.

A coluna Porcentagem mostra a porcentagem de casos desta linha em comparação com o número total de eventos exclusivos em sua consulta. O número de eventos exclusivos é mostrado no título da coluna.

  • As porcentagens podem exceder 100% do número total de eventos exclusivos. Por exemplo, o número de sintomas mencionados provavelmente excederá o número de eventos relatados, porque muitos relatórios incluem mais de 1 sintoma. Quando mais de 1 sintoma ocorre em um único relatório, a porcentagem de sintomas para eventos exclusivos é superior a 100%. Os itens que podem ter várias ocorrências em qualquer relatório de evento único incluem sintomas, produtos vacinais, fabricantes e categorias de eventos. Quando os dados são agrupados por esses itens, os totais resumidos e as porcentagens associadas podem exceder o número de eventos exclusivos. Para obter mais informações, consulte Múltiplas menções.
  • Você deve agrupar por VAERS ID ao selecionar qualquer medida opcional.
  • Quando medidas opcionais são mostradas, as contagens e porcentagens são desabilitadas por padrão. Você pode mostrar as contagens e porcentagens usando o menu "Opções rápidas" na guia Resultados.
  • O limite para o número de linhas retornadas em qualquer conjunto de resultados único é menor quando os resultados incluem quaisquer campos de texto opcionais, devido ao tamanho desses campos. O limite atual para resultados com medidas opcionais é de 10.000 linhas. Se sua solicitação exceder o limite, você pode tentar restringir os critérios. Por exemplo, execute consultas separadas para cada ano de dados desejado ou para cada sexo.

Insira qualquer descrição desejada para exibir como um título com seus resultados.

Selecione sintomas específicos para a consulta. A codificação dos relatórios VAERS requer uma interpretação cuidadosa. Todos os textos narrativos retirados de relatórios VAERS originais são classificados com os conceitos do Dicionário Médico para Atividades Regulatórias (MedDRA). Os sintomas representam a (s) condição (ões) médica (s) na descrição do evento adverso e nos dados laboratoriais do Formulário de Relatório VAERS.

  • Selecione sintomas que descrevem eventos adversos. A seleção padrão é todos os sintomas.
  • Você pode pesquisar uma palavra correspondente e ver os detalhes que descrevem os sintomas associados a um código MedDRA específico. Veja como faço para usar um Finder? para ajuda.
    Dicas:
    • Clique na guia Pesquisar acima da lista de sintomas a pesquisar.
    • Depois de selecionar um item na lista, clique na guia Detalhes acima da lista para ver os detalhes dos itens selecionados.
    • Deixe a caixa vazia ou use * All * para selecionar todos os valores.
    1. Use o botão "Mover" superior para colocar os termos para febre na caixa superior, na seção "Selecionar Registros" à esquerda.
    2. Use o segundo botão "Mover" para colocar termos para erupção cutânea na segunda caixa, rotulada como "E qualquer um desses itens."
    3. Se você deseja adicionar outro grupo, clique no botão "Adicionar outra seção" abaixo das caixas.
    1. Clique no link para o modo Avançado (se o JavaScript estiver habilitado).
    2. Digite o código na caixa Seleções, um código para cada linha. Você também pode colar texto nas caixas.
    • Cada relatório de evento pode receber vários códigos MedDRA, representando os sintomas descritos.
    • A interpretação cuidadosa dos códigos atribuídos é recomendada. Use o recurso de pesquisa do Finder para encontrar todos os códigos associados ao seu interesse, pesquisando o texto no rótulo e na descrição.
      • Por exemplo, um relatório codificado para "Infecção bacteriana" também pode não ser codificado para "Infecção", portanto, uma solicitação para todos os relatórios com o valor de código "Infecção" INFECT não incluirá aqueles relatórios codificados apenas para o valor INFECT_BACT.
      • Os códigos de sintoma são únicos, mas os rótulos e as descrições não são únicos. Clique na guia Detalhes no Finder para ver as distinções. Por exemplo, os seguintes rótulos de sintoma têm dois códigos diferentes:
        1. Rótulo: ENGRAÇADO SENTIMENTO
          1. Código: LIGHTHEADEDNESS_ [IN_CONTEXT]
            Descrição: FUNNY FEELING
          2. Código: MALAISE_ [IN_CONTEXT] Descrição: FUNNY FEELING
        2. Etiqueta: FEVER
          1. Código: FEVER
            Descrição: FEBRE A MEDICAMENTO, REAÇÃO DE FEBRILA, FEBRE, FEBRE NEONATAL, PRODUÇÃO DE CALOR AUMENTADA, HIPERPIRÉXIA, HIPERTERMIA, PIRREXIA, FEBRIL DE REAÇÃO, TEMPERATURA, ELEVAÇÃO DE TEMPERATURA
          2. Código: CONVULSÕES Descrição: FEBRE
        3. Etiqueta: NEOPLASIA HEPÁTICA
          1. Código: NEOPL_LIVER
            Descrição: FÍGADO DE ADENOMA, NEOPLASMO HEPÁTICO, NEOPLASMA HEPÁTICO BENIGNO, TUMOR DE FÍGADO, FÍGADO DE NEOPLASIA, FÍGADO DE TUMOR
          2. Código: CARCINOMA_LIVER
            Descrição: FÍGADO DE CARCINOMA, CARCINOMA DE FÍGADO
      1. Produtos de Vacina - tipo de vacina e vacina
      2. Fabricantes - fabricantes de produtos de vacinas
      3. Dose de vacina - o número de doses de vacina dadas para uma vacina
      4. Vaccine Lot - o número de lote do fabricante para um produto de vacina

      Selecione o (s) tipo (s) e nome (s) de vacina específicos para a consulta. Esses produtos são organizados por tipo de vacina. Seus dados são limitados aos critérios selecionados.

      • O nível superior ou primeiro da hierarquia são os tipos de vacinas. Primeiro, selecione um item da primeira lista de Tipos de Vacinas e, a seguir, clique no botão Expandir no Localizador para ver os Nomes de Vacinas para este tipo de vacina.
      • Clique na guia Pesquisar e digite uma palavra ou frase para encontrar tipos e nomes de vacinas correspondentes.
      • Se você souber um código para o Tipo ou Nome da Vacina, clique no modo Avançado e simplesmente digite o código na caixa, um código para cada linha. (O modo avançado só está disponível quando o JavaScript está ativado).
      • Veja como faço para usar um Finder? e a ferramenta Finder ajuda para mais dicas.
      • Um relato de evento pode estar associado a vários produtos de vacina, porque o paciente pode ter recebido mais de uma vacina.
      • O universo de possíveis produtos de vacinas pode mudar a cada atualização de dados, para incluir novos tipos e nomes de vacinas que não foram relatados anteriormente. Para ver o universo de vacinas em um determinado momento, agrupe a solicitação de dados por Tipo de Vacina e por Nome.
      • A partir da divulgação de relatórios processados ​​em novembro de 2012 até 14 de outubro de 2012, os nomes e códigos das vacinas foram revisados ​​nos dados. As vacinas contra a gripe são listadas por marca. Se você deseja pesquisar relatórios por temporada de influenza, limite ou agrupe por Data vacinada.
      • Quando os dados são exportados, colunas separadas mostram o rótulo e o código de cada valor.

      Selecione fabricantes de vacinas para a consulta. Seus dados são limitados aos critérios selecionados.

      • Um relato de evento pode estar associado a vários produtos de vacina e, portanto, a fabricantes, porque o paciente pode ter recebido mais de uma vacina.
      • O universo de possíveis fabricantes de vacinas pode mudar a cada atualização de dados, para incluir novos fabricantes que não foram relatados anteriormente. Para ver o universo de fabricantes de vacinas em um determinado momento, agrupe a solicitação de dados por fabricante.
      • Quando os dados são exportados, colunas separadas mostram o rótulo e o código de cada valor.

      Selecione valores para quantas doses de vacina o paciente recebeu. Seus dados são limitados aos critérios selecionados.

      • Um relatório de evento pode incluir vários produtos de vacina e, portanto, vários valores de dose de vacina, porque o paciente pode ter recebido mais de uma vacina.
      • Cada vacina indicada no relatório do evento possui um valor de dose. Agrupe os resultados por Produto de Vacina e por Dose de Vacina para ver esta associação. Para ver a associação para cada evento, agrupe os resultados por VAERS ID, Produto de Vacina e Doses de Vacina.
      • Quando os dados são exportados, colunas separadas mostram o rótulo e o código de cada valor. Esses rótulos e códigos são: Código e rótulo da dose de vacina ->
        CódigoEtiqueta
        11 dose
        22 doses
        33 doses
        44 doses
        55 doses
        66 doses
        7+7 ou mais doses
        DesconhecidoDesconhecido
        N / DNão aplicável

      Limite seus dados ao (s) número (s) de lote (s) de vacina especificado.

      • Digite identificadores completos ou parciais, um por linha, na caixa, para solicitar dados limitados a eventos com números de lote de vacinas correspondentes.
      • Deixe a caixa em branco para todos os eventos.
      • Digite "NENHUM" para limitar os dados àqueles eventos sem um número de lote de vacina.
      • Um relatório de evento pode estar associado a vários produtos de vacina e, portanto, a vários números de lote de vacina, porque o paciente pode ter recebido mais de uma vacina.
      • Os números de lote da vacina não são exclusivos. Mais de um produto de vacina e mais de um fabricante podem estar associados a um número de lote específico. Por exemplo, os números de lote de vacina 0745B e 0758K estão associados a eventos que indicam POLIO VÍRUS, ORAL (ORIMUNE) feito por LEDERLE LABORATORIES e VARICELLA (VARIVAX) feito por MERCK & CO. INC. Os números de lote de vacina 0970R, 1008M e 1180H são cada uma associada a 2 vacinas diferentes, MEDIDAS + MUMPS + RUBELLA (MMR II) e MEDIDAS + MUMPS + RUBELLA (VIRIVAC) feitas por um único fabricante, MERCK & CO. INC.
      • Para ver os números de lote da vacina associados a um produto e fabricante de vacina específicos, agrupe os resultados por número de lote, fabricante e vacina. Existem mais de 88.000 números de lote distintos, portanto, você também deve limitar seus critérios de consulta em algum outro aspecto, como especificar um local ou período de tempo.
      • Você também pode digitar "NENHUM" para limitar seus dados aos eventos onde nenhum número de lote foi indicado.
      • Alguns eventos especificaram "desconhecido" na caixa Número de lote da vacina. Esses eventos são mostrados conforme relatados com "desconhecido" e não recodificados para mostrar "NENHUM" como o valor.

      Selecione todos os valores ou qualquer combinação de valores para solicitar dados limitados aos critérios selecionados.

      • O grupo "Estados Unidos, Territórios e Desconhecidos" inclui todos os valores de local, exceto para locais "Estrangeiros". Antes do lançamento de dados de 17 de dezembro de 2009, esse grupo era denominado "Estados Unidos e Territórios" e excluía os locais "Desconhecidos" e "Estrangeiros".
      • O grupo "Estrangeiro" inclui pacientes de qualquer local diferente dos incluídos na lista suspensa.
      • O grupo "Desconhecido" inclui pacientes em que um estado não é identificado. Antes do lançamento de dados de 18 de dezembro de 2020, a categoria "Desconhecido" incluía pacientes que não relataram seu estado de origem.
      • O estado identificado é do formulário de relatório VAERS. A partir da divulgação de dados de 18 de dezembro de 2020, o estado é relatado da seguinte forma:
        • o estado de origem do paciente é identificado
        • se o estado de residência do paciente estiver ausente, o estado do provedor será identificado
        • se faltar o estado do paciente e do provedor, o estado do relator é identificado.

        Selecione todos os valores ou qualquer combinação de valores para solicitar dados limitados aos critérios selecionados.

        • A faixa etária no momento da vacinação é determinada subtraindo a data de nascimento do paciente da data de vacinação.
        • Quando os dados são exportados, colunas separadas mostram o rótulo e o código de cada valor. Esses rótulos e códigos são: Código e rótulo de grupos de idade ->
          CódigoEtiqueta
          0& lt 6 meses
          16-11 meses
          1-21-2 anos
          3-53-5 anos
          6-176-17 anos
          18-2918-29 anos
          30-3930-39 anos
          40-4940-49 anos
          50-5950-59 anos
          60-6460-64 anos
          65+Mais de 65 anos
          vocêDesconhecido

        Selecione todos os valores ou qualquer combinação de valores para solicitar dados limitados aos critérios selecionados.

        • Quando os dados são exportados, colunas separadas mostram o rótulo e o código de cada valor. Esses rótulos e códigos são: Código sexual e rótulo ->
          CódigoEtiqueta
          FFêmea
          MMasculino
          vocêDesconhecido
        1. Categoria do evento - descreve o resultado do evento
        2. Recuperado - indica se o paciente se recuperou
        3. Grave - indica se o evento foi classificado como grave
        4. Vacina administrada por - pública, privada, outra, militar, trabalho, farmácia, vida de idosos, escola, agência desconhecida
        5. Intervalo de início - número de dias após a vacina, quando os sintomas ocorreram
        6. Dias no hospital - número de dias hospitalizados
        7. Versão do formulário - indica a versão do formulário de relatório VAERS
        8. Vaccine Purchased By - pública, privada, outra, militar, agência desconhecida
        9. VAERS ID - número de identificação único para este evento. Deixe esta caixa vazia, se você não deseja limitar sua consulta a IDs VAERS específicos.
        10. Mfr / Imm Proj Num - Número do projeto do fabricante / imunização, quando aplicável. Deixe esta caixa vazia, se você não deseja limitar sua consulta a números de projeto específicos.
        • Consulte Como seleciono itens na caixa de listagem? para obter ajuda usando as caixas de listagem.
        • Apenas relatórios primários são mostrados (não relatórios adicionais ou de acompanhamento para o mesmo evento).
        • Para solicitar dados apenas para eventos específicos, digite VAERS IDs completos ou parciais, um por linha, na caixa VAERS ID. Você pode enviar uma solicitação agrupada por VAERS ID para ver os números exclusivos de identificação do evento.

        Selecione todos os valores, ou qualquer combinação de valores, para solicitar dados limitados aos critérios selecionados.

        • O resultado do evento é categorizado em uma ou mais das seguintes opções: morte, risco de vida, deficiência permanente, anomalia congênita ou defeito de nascença, hospitalização, hospitalização prolongada existente, visita ao pronto-socorro / consultório, pronto-socorro, visita ao consultório e nenhum das opções acima. Observe que as três categorias a seguir foram adicionadas em 30 de junho de 2017: pronto-socorro (apenas), consulta ao consultório (apenas), anomalia congênita ou defeito de nascença.
        • When the data are grouped by Event Category, the number of categories mentioned in the Events Reported column is likely to exceed the number of unique events, because a single event may fall into more than category. For example, a single report may mention an emergency room visit and a life threatening reaction as outcomes.
        • When the data are grouped by Event Category, and if the total number of Events Reported exceeds the total number of unique event reports, the percentages shown will exceed 100%. The percentages are based on the total number of unique events.
        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are: Event Category Code and Label -->
          CódigoEtiqueta
          DTHMorte
          LTLife Threatening
          DBLPermanent Disability
          BDCongenital Anomaly or Birth Defect*
          HHospitalized
          HPHospitalized, Prolonged
          ER/OFEmergency Room / Office Visit**
          EREmergency Room*
          DOOffice Visit*
          NONENenhuma das acima
          * These values are from VAERS 2.0 Report Form,
          active June 30, 2017 to present.
          ** These values are from VAERS-1 Report Form,
          active July 1, 1990 to June 29, 2017.

        Select all values or any combination of values, to request data limited to the selected criteria.

        • Recovery status indicates whether the patient has recovered, not recovered, recovery is unknown, or the recovery information is missing from the report form.
        • This field is from box 20 on the current VAERS 2.0 Report Form. Box 20 is labeled: "has the patient recovered from the adverse event(s)?" For data obtained from the VAERS-1 Report Form, this field is from box 9, labeled: "Patient Recovered."
        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are: Recovery Status Code and Label -->
          CódigoEtiqueta
          NNão
          Ysim
          vocêDesconhecido
          MAusente

        Select all values or any combination of values to request data limited to the selected criteria.

        • Events are classified as serious when any of the following outcomes are associated with the event: Death, Permanent Disability, Life Threatening, Hospitalized, Existing Hospitalization Prolonged, Congenital Anomaly or Birth Defect. Prior to June 30, 2017, events were classified as serious when any of the following outcomes were associated with the event: Death, Permanent Disability, Life Threatening reaction, or Hospitalization. Note that Congenital Anomaly or Birth Defect was added June 30, 2017.
        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are: Serious Status Code and Label -->
          CódigoEtiqueta
          SERSério
          NSERNot Serious

        Select all values or any combination of values to request data limited to the selected criteria.

        • The following four categories were added June 30,2017: work, pharmacy, senior living, school.
        • For events submitted using the VAERS 2.0 Report Form, military value is captured using Box 28.
        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are: Administered By Code and Label -->
          CódigoEtiqueta
          PUBPúblico
          PVTPrivado
          OTHOutro
          WRKTrabalhar
          PHMPharmacy
          SENSenior Living
          SCHEscola
          UNDesconhecido

        Select all values or any combination of values, to request data limited to the selected criteria.

        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are: Onset Interval Code and Label -->
          CódigoEtiqueta
          00 dias
          11 dia
          22 dias
          33 dias
          44 dias
          55 dias
          66 dias
          77 dias
          88 dias
          99 dias
          10-1410-14 days
          15-3015-30 days
          31-6031-60 days
          61-12061-120 days
          121+Over 120 days
          vocêDesconhecido

        Select all values or any combination of values, to request data limited to the selected criteria.

        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are: Days in Hospital Code and Label -->
          CódigoEtiqueta
          00 dias
          11 dia
          22 dias
          33 dias
          44 dias
          55 dias
          66 dias
          77 dias
          88 dias
          99 dias
          10-1410-14 days
          15-3015-30 days
          31-6031-60 days
          61-12061-120 days
          121+Over 120 days
          vocêDesconhecido

        Select all values or any combination of values, to request data limited to the selected criteria.

        • Grantees include Chicago, Houston, New York City, Philadelphia and San Antonio.
        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are:
          CódigoEtiqueta
          CHChicago
          HOUHouston
          NYCCidade de Nova York
          PHIFiladélfia
          SANANSanto António
          NenhumNon-Grantee

        Select all values or any combination of values, to request data limited to the selected criteria.

        • The VAERS 2.0 Report Form became active June 30, 2017.
        • Before June 30, 2017, VAERS events reports were submitted using the VAERS-1 Report Form.
        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are: Form Version Code and Label -->
          CódigoEtiqueta
          1VAERS-1
          2VAERS 2.0

        Select all values or any combination of values, to request data limited to the selected criteria.

        • For events submitted using the VAERS 2.0 Report Form, the "Purchased By" information is no longer collected.
        • For data obtained from the VAERS-1 Report Form, this category is from box 16.
        • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These labels and codes are: Purchased By Code and Label -->
          CódigoEtiqueta
          PUBPúblico
          PVTPrivado
          MILMilitares
          OTHOutro
          UNDesconhecido
          N / DNão aplicável

        Request data for specific event identification numbers.

        • Type full or partial VAERS IDs, one per line, into the VAERS ID box, to request data limited to matching events.
        • Leave the box blank, to request data for all events.
        • Each event has a unique identification number, the VAERS ID.
        • If you don't know the VAERS ID for a report, you can send a request grouped by VAERS ID in order to see the list unique event identification numbers. Primary report ID: 012345-1 Second report for the same event: 012345-2 Later report recoded to this same event: 012345-3 (678910)
        • Beginning with the January 2011 data release, non-primary reports are no longer included in the data collection on CDC WONDER, in order to make these data comparable with the public downloadable data files available at the VAERS web site: http://vaers.hhs.gov. ->

        Request data for events that match the specified previous event identification numbers.

        • Type full or partial VAERS IDs, one per line, into the Previous VAERS ID box, to request data limited to matching events.
        • Send a request grouped by Previous VAERS ID in order to see the previous unique event identification numbers.
        • Leave the box blank for all events.
        • Each event has a unique identification number, called the VAERS ID. Additional reports for an event correspond to the same VAERS ID as the primary report. The VAERS ID assigned to a particular report may change in data updates, when investigation determines that the report is related to a previously reported event. The first report ends in "-1" and subsequent reports are indicated in the order received, ending in "-2" for the second report, etc. When a report is later determined to refer to a previously reported event, then the VAERS ID is re-assigned, and the previous initial VAERS ID is shown in parenthesis. For example: Primary report ID: 012345-1 (678910)
        • Most events do not have a previous VAERS ID.

        Request data for events that match the specified Manufacturer/Immunization Project Number(s).

        • Type full or partial identifiers, one per line, into the box, to request data limited to events with matching Manufacturer/Immunization Project Numbers.
        • Leave the box blank for all events.
        • Type "NONE" to limit data to those events without a Manufacturer/Immunization Project Number.
        • This field is also known as "splttype."
        • Some specific Manufacturer/Immunization Project Numbers are associated with more than one event, more than one vaccine, or with more than one manufacturer.
        • There are over 150,000 distinct identifiers, so you should also limit your query in some respect, such as selecting only a specific place or time period.
        • Some events have specified "unk" in this field to indicate an unknown value. These events are shown as reported and not recoded to show "NONE" as the value.
        • Many events do not indicate a Manufacturer/Immunization Project Number.

        Select whether to request data only from the first (primary) reports of events,

        1. Primary Reports only are the default, unless you indicate that you want to see only non-primary or follow-up reports.
        2. Primary reports are the first report for this event. A single event may have more than one report, due to subsequent follow-up reports or due to reports for a single patient and event from more than one source.
        3. Request data grouped by VAERS ID to see the unique identification numbers. To see the follow-up and reassigned reports, you must select non-primary reports. For more information, see VAERS ID.
        4. Percentages are not shown when the request includes non-primary reports.
        5. When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value. These values are: Code and Label
          CódigoEtiqueta
          PPrimário
          NNon-Primary
        • Enter one or more words per line to find events with all words found in line. For example, if you type egg allergy, then your results show only records where both the ovo e alergia were mentioned in the field.
        • Entries on more than one line will find events with any word or entire phrase found on each line. For example, if alergia is typed on the first line and sensibilidade is typed on the second line, then your results show records that mention alergia OU sensibilidade.
        • The default search is non-exact and finds events with other forms of the search term such as plurals. For example, if you type pregnancy, the search also looks for pregnancies. Or you can type gansos and find mentions of Ganso.
        • Exact word searches can be performed by enclosing entire entry on single line in double quotes. For example, type "fetal loss" to look for that exact phrase only.
        • Use an asterisk (*) suffix after a word fragment to find events with this exact fragment at the beginning of the word. For example, type miscar* to find mentions of miscarry, miscarried, aborto espontâneo, e miscarriages.
        • To see the text fields that match your search criteria, be sure to go up to Section 1 on the Request tab, group results by VAERS ID and also check the box to request the desired optional measure.
        • To find the search term matches to your optional measure(s) in the results, use your web browser's search function to highlight the desired text. For example, open the web browsers "Edit" menu, then click the "Find on This Page" option in the menu. An entry field labeled "Find:" appears above your web page. Type the word you wish to see highlighted into this box.
        • See VAERS 2.0 Report Form for the instructions provided for completing the current form.
        • The contents of these text fields are from the initial VAERS reports. The text appears as submitted, removing any personal identifying information.
        1. The Date Range control is selected at first by default, with the full time period of available data shown in the range controls. Use this control to select a continuous span of time, such as May 25, 2010 - September 25, 2010.
        2. The Aggregate Date Finder lets you select specific, discrete year/month dates, such as January 2003. Any number of distinct, separate dates may be selected.
        • Click a round button to switch between Date Range, Individual Date Fields or Aggregate Dates.
        • Hints for the Date Range fields:
          • Click the down-arrow to the right of each field to open the drop-down list, then click on your selection in the list.
          • Click the blue counter-clockwise swoop image to the right of the date range fields to reset the entries to the default values (all).
          • To select more than one value in the list, press down the Ctrl key on your keyboard while you click your left Mouse button.
          • To select a range of continuous values, press down the Shift key on your keyboard while you click and drag your left Mouse button.
          • The default for the Aggregate Date Finder is all values.
          • The Advanced mode let you easily pick several items from different parts of the list. Items are not selected until you click the "Move" button in Advanced mode. You may also enter values by hand, one code per line, in the Advanced mode. The code format is YYYY/MM/DD. For example, 2003/09 is September 2003.
          • The "plus" symbol, "+" indicates that you can open the item, to see more items below it.
          • The results to a search are shown in blue, and indicated by ">".
          • See How do I use a Finder? for more information on using the Aggregate Date Finder.
          • See Finder Tool help for more hints.
          • The Individual Date Fields for vaccination, onset and death dates combine all dates prior to 1980 into a group labeled "Before 1980." The Individual Date Field for report completed date has a group labeled "Before 1990" because the VAERS program began in 1990.
          • The universe of possible vaccination, onset and report dates may change with each data update, to include new dates that were not previously reported. To see all possible values for vaccination dates at a given point in time, group the data request by Month Vaccinated.
          • When the data are exported, separate columns show both the label and the code for each value.

          Select dates for when the report was completed. Select specific years or year/month dates to limit your request to the selected time periods for when the report was completed. See Selecting Dates for more information using the controls.

          Select dates for when the report was received. See Selecting Dates for more information using the controls.

          Select dates for when the vaccination was given. See Selecting Dates for more information using the controls.

          Select specific years or year/month dates to limit your request to the selected time periods for when the onset of the adverse health event occurred. See Selecting Dates for more information using the controls.

          Select specific years or year/month dates to limit your request to the selected time periods for when the death occurred. See Selecting Dates for more information using the controls.

          Export Results: If checked, then query results are exported to a local file. More information on how to import this file into other applications can be found here.
          Show Totals: If checked totals and sub-totals will appear in the results table.
          Show Zero Values: If checked rows containing zero values will appear in the results table. If unchecked, zero value rows are not displayed.
          Precision: Select the precision for the percentage calculations. When the measure calculated for a small numerator (number of items mentioned in reports) is zero, you may increase the precision to reveal the value by showing more numbers to the right of the decimal point.
          Data Access Timeout: Select the data access timeout value. This value specifies the maximum time to wait for the data access for a query to complete. If the data access takes too long to complete, a message will be displayed and you can increase the timeout or simplify your request. If you can't complete a request using the maximum timeout, contact user support and we will try to run a custom data request for you.
          • VAERS Resources (https://vaers.hhs.gov)
            • Local na rede Internet
            • Brochure
            • perguntas frequentes
            • Publicações
            • Advisory Guide to Interpretation of VAERS Data
            • VAERS Technical Notes
            • Table of Reportable Events and Definitions
            • Current VAERS 2.0 Report Form
            • Previous VAERS-1 Report Form
            • Guidance for Industry: How to Complete the Vaccine Adverse Event Reporting System Form
            • Events reportable by law: US Code 42, Public Health Service Act Section 300aa-25
            • Reporting required of manufacturers: Title 21, Code of Federal Regulations Section 600.80
            • CDC/FDA Publications, 1990-2002
            • APHA article discussing the reporting efficiency of VAERS
            • Surveillance for Safety Following Immunization: Vaccine Adverse Event Reporting System (VAERS)- United States, 1991-2001. January 24, 2003/Vol. 52/No. SS-1 pp. 1-28.Erratum for above article

            Informação adicional

            Data Limitations:

            • The data are unverified reports of health events, both minor and serious, that occur after vaccination.
            • VAERS data are from a passive surveillance system. Such data are subject to limitations of under-reporting, reporting bias, and lack of incidence rates in unvaccinated comparison groups.
            • Reports show the simultaneous administration of multiple vaccines (making it difficult to know to which of the vaccines, if any, the event might be attributed).
            • VAERS occasionally receives case reports from U.S. manufacturers that were reported to their foreign subsidiaries. Under FDA regulations, if a manufacturer is notified of a foreign case report that describes an event that is both serious and unexpected (in other words, it does not appear in the product labeling), they are required to submit it to VAERS. These case reports are of variable data quality and completeness, due to the differences in country reporting practices.
            • In some media reports and on some web sites on the Internet, VAERS reports are presented as verificado cases of vaccine deaths and injuries. Statements such as these misrepresent the nature of VAERS.
            • Establishing causal relationships between vaccines and adverse events requires additional scientific investigation. The CDC and FDA take into account the complex factors mentioned above, and others, when monitoring vaccine safety and analyzing VAERS reports.
            • VAERS staff at CDC and FDA follow up on all serious adverse event reports to obtain additional medical, laboratory, death certificates, and/or autopsy records to help understand the circumstances. However, VAERS public data do not generally change based on the information obtained during the follow-up process.
            • See also the Disclaimer at Summary above.

            There are limitations to VAERS data. A report to VAERS does not mean that the vaccine caused the adverse event, only that the adverse event occurred some time after vaccination. Read more about interpreting VAERS data at Additional Information above.

            Multiple Mentions:

            Some items may have more than 1 occurrence in any single event report, such as Symptoms, Vaccine Products, Manufacturers and Event Category. If data are grouped by any of these items, the number in the Events Reported column may exceed the total number of unique events. If percentages are shown, the associated percentage of total unique event reports will exceed 100% in such cases. For example, the number of Symptoms mentioned is likely to exceed the number of events reported, because many reports include more than 1 Symptom. When more than 1 Symptom occurs in a single report, the percentage of Symptoms to unique events is more than 100%.

            Reporting Issues:

            VAERS reports are included for data processed through the previous Friday, based on the date received by VAERS. VAERS data in WONDER are updated weekly. The data included in WONDER represent a "snap shot" of the VAERS records for reports received through the preceding Friday at a given point in time. For example, a report form is filled out on February 27th, for an event that occurred in January. VAERS receives the report on March 3rd. Due to processing time for data entry and verification, the report is entered into the electronic records on March 6th. Follow-up reports are entered into the record on March 16th. The initial report is captured in the WONDER system's "snap shot" for the next data update. However, follow-up reports do not appear in the WONDER system. The VAERS system receives continuous updates including revisions and new reports for preceding time periods. Duplicate event reports and / or reports determined to be false are removed from VAERS.


            Bonus: Get a Free G Suite eBook from Zapier

            Want to use Gmail with your whole team? The best way to do that is with a company-wide G Suite account—and we've got the guide to teach you how to manage it.

            In under an hour, The Ultimate Guide to G Suite will teach you everything you need to know to set up, administer, and collaborate in a G Suite account for your team. You'll learn how to share everything from calendars to document templates with your entire team, find out how to make an intranet in Google Sites, and more.

            It's the handbook you need to manage your company's email and more.

            What is your best Gmail productivity tip that helps you keep your inbox under control? We’d love to hear from you in the comments below!

            Credits: foto de cortesia Rachel Johnson.

            Zapier Marketer Danny Schreiber contributed to this post.

            Get productivity tips delivered straight to your inbox

            We’ll email you 1/wk, and never share your information.

            Joe Stych is part of Zapier's marketing team, and works in Minneapolis, Minnesota. He spends his free time writing, reading magazines, and watching as much baseball as humanly possible.


            Assista o vídeo: Nutrição em Dia - Como ler os rótulos?