Mais

GeoJson baseado em shapefile: grandes coordenadas

GeoJson baseado em shapefile: grandes coordenadas


Sou muito novo no GeoJson (para uso com d3) e preciso de ajuda. Quando eu converto meu shapefile disponível (.shp) com ogr2ogr em um arquivo GeoJson, as coordenadas resultantes são números muito grandes (na faixa de 100000.000).

O shapefile é acompanhado por um arquivo .prj que afirma o seguinte:

PROJCS ["PCS_CarMAGBOG", GEOGCS ["GCS_CarMAGBOG", DATUM ["CGS_CarMAGBOG", SPHEROID ["GRS80 Mod", 6380687.0,298.257222101]], PRIMEM ["Greenwich", 0,0], UNIT ["GRS80 Mod", 6380687.0,298.257222101]], PRIMEM ["Greenwich", 0,0], UNIT ["Grau] 199433, 0,0179433, PROJEÇÃO ["Transverse_Mercator"], PARAMETER ["False_Easting", 92334.879], PARAMETER ["False_Northing", 109320.965], PARAMETER ["Central_Meridian", - 74.14659167], PARAMETER ["Scale_Factor", 1.0], PARAMETER ["Scale_Factor", 1.0], PARAMETER " 4.680486111], UNIDADE ["Medidor", 1.0]]

Como faço a engenharia reversa disso para obter latitude e longitude verdadeiras?


Você não precisa de nenhuma engenharia reversa. ogr2ogr é capaz de ler as informações de projeção do arquivo prj para você.

Basta executar:

ogr2ogr -t_srs EPSG: 4326 -f geoJSON -lco COORDINATE_PRECISION = 7 future.geojson your_shapefile.shp

Geodjango: como carregar o arquivo .shp e converter para geojson com o CRS correto?

Tenho vários shapefiles (.shp) com seus arquivos auxiliares que desejo exibir em um mapa de folheto. Os shapefiles usam diferentes sistemas de referência de coordenadas (CRS) e eu me esforço para entender a maneira mais direta e confiável de mostrar as coisas no mapa. No tutorial do geodjango, DataSource é usado para carregar um shapefile e então manipulá-lo. No entanto, em seus exemplos, eles recuperam apenas a geometria de recursos individuais, não de todo o shapefile. Eu usei o PyShp e sou capaz de mostrar um mapa usando algo como:

No entanto, isso falha quando o CRS não é WGS84, as coisas não funcionam e não vejo como convertê-lo.

Lendo um pouco mais, este post reclama sobre o suporte CRS e pyshp, e sugere o uso de ogr2ogr.

Então, depois de tentar entender as opções, vejo o uso de Datasource, pyshp e ogr2ogr como opções possíveis, mas não sei qual opção realmente faz mais sentido.

Tudo que eu quero é converter um arquivo .shp usando Django em uma string geojson que usa WGS84 para que eu possa incluí-lo em uma página HTML que usa Leaflet.


Shapefile em conversão de geojson python 3

Para a conversão entre shapefile e geojson, eu definitivamente usaria geopandas:

Para adicionar em @alexisdevarennes.

Agora você pode converter para geojson usando PyShp em 1 ou duas linhas:


Segmentos geodemográficos da vizinhança como KML, GeoJSON, Shapefile

NEWTON, MA SSACHUSETTS (EUA) - Os dados de Segmentação Geodemográfica do Maptitude 2020 para os EUA já estão disponíveis. Out-of-the-box, Maptitude fornece dados detalhados para todo o país. A adição de um abrangente e segmentação demográfica grátis garante que a Maptitude continuará na vanguarda da revolução da inteligência de localização.

Os 8 segmentos e 32 subsegmentos fornecem uma maneira intuitiva de explorar o composição demográfica dos bairros em todo o país. Esses locais podem ser analisados ​​com as ferramentas e dados incluídos no Maptitude, como filtros espaciais / SQL, relatórios e ferramentas de raio / anel.

A capacidade e o desejo de realizar atividades geográficas micromarketing ou o "marketing local" tem aumentado rapidamente. Mas entender os padrões espaciais para identificar as populações ideais é uma tarefa difícil para a maioria dos analistas de pesquisa de mercado. A Segmentação Geodemográfica Maptitude apresenta dados demográficos de uma forma que é fácil de visualizar e interpretar, permitindo que você identifique potenciais negócios ou locais de franquia.

Os dados de segmentação geodemográfica irão ajudá-lo descobrir mercados-alvo que você nem sabia que tinha! Usando os dados, você pode exportar descrições demográficas significativas para seus territórios e criar mapas atraentes que mostram claramente oportunidades de negócio.

Os dados também estão disponíveis como shapefile, KML, KMZ ou GeoJSON por uma taxa. Se você tiver alguma dúvida sobre o Maptitude ou disponibilidade de dados, entre em contato com a equipe do Maptitude.

Sobre o Caliper

A Caliper Corporation desenvolve software de Sistemas de Informações Geográficas (GIS) de última geração. Com foco na usabilidade, o Maptitude foi projetado para ser um produto de software de mapeamento de segmentação demográfica profissional e econômico. O Maptitude permite que as organizações aproveitem seus dados baseados em localização para melhorar a tomada de decisões e o planejamento, ao mesmo tempo que minimiza as despesas por meio de soluções com preços competitivos.

A Caliper é uma empresa privada e líder no desenvolvimento de software de mapeamento, redistritamento, transporte e GIS.


Sobre o Caliper

A Caliper Corporation desenvolve software de sistemas de informações geográficas (GIS) de última geração. Com foco na usabilidade, o Maptitude foi projetado para ser um produto de software de mapeamento de segmentação demográfica profissional e econômico. O Maptitude permite que as organizações aproveitem seus dados baseados em localização para melhorar a tomada de decisões e o planejamento, ao mesmo tempo que minimiza as despesas por meio de soluções com preços competitivos.

A Caliper é uma empresa privada e líder no desenvolvimento de software de mapeamento, redistritamento, transporte e GIS.


Como colocar coordenadas GeoJSON em TIFF?

E tenho imagem de satélite desta área em formato PNG:

Como posso conectar coords e imagem em um arquivo TIFF / GeoTIFF?

Tentei esta solução Georreferenciamento raster usando GDAL e Python ?, mas não consigo entender como converter minha coord para este formato:

2 respostas

Você pode usar o script de Ian Turton em Converter objeto GeoJSON em caixa delimitadora usando Python 3.6, a biblioteca geojson-bbox e outros.

E você obtém uperleftx (min_x) e uperlefty (max_y). Assumindo 100x100 como no raster de georreferenciamento usando GDAL e Python?

Mas, na realidade, você precisa do tamanho do raster (largura, altura) para calcular o tamanho real do pixel

Respondido há 2 meses por gene com 1 voto positivo

O polígono parece ser um retângulo orientado para o norte, então você pode simplesmente atribuir as coordenadas superior esquerda e inferior direita na imagem.

Você pode testar a conversão com o utilitário gdal_translate https://gdal.org/programs/gdal_translate.html#gdal-translate

O sistema de coordenadas do polígono é provavelmente EPSG: 4326 e você pode atribuí-lo com -a_srs epsg: 4326. No entanto, o png que você tem pode realmente usar alguns outros crs como EPSG: 3857. Neste caso, algumas etapas adicionais são necessárias.


FLATTEN_NESTED_ATTRIBUTES = SIM / NÃO: se deve explorar recursivamente objetos aninhados e produzir atributos OGR nivelados. O padrão é NÃO.

NESTED_ATTRIBUTE_SEPARATOR = caractere: separador entre componentes de atributos aninhados. O padrão é ‘_’

FEATURE_SERVER_PAGING = SIM / NÃO: Se a rolagem automática pelos resultados com um terminal do ArcGIS Feature Service.

NATIVE_DATA = SIM / NÃO: (GDAL & gt = 2.1) Se deve armazenar a representação JSon nativa no nível FeatureCollection e Feature. O padrão é NÃO. Esta opção pode ser usada para melhorar a viagem de ida e volta de GeoJSON para GeoJSON preservando alguns objetos JSon extras que, de outra forma, seriam ignorados pela abstração OGR. Observe que ogr2ogr por padrão habilita esta opção, a menos que você especifique sua opção -noNativeData.

ARRAY_AS_STRING = SIM / NÃO: (GDAL & gt = 2.1) Expor matrizes JSon de strings, inteiros ou reais como uma String OGR. O padrão é NÃO. Também pode ser definido com a opção de configuração OGR_GEOJSON_ARRAY_AS_STRING.

DATE_AS_STRING = SIM / NÃO: (GDAL & gt = 3.0.3) Se deve expor o conteúdo de data / hora / data-hora usando tipos de data / hora / data-hora OGR dedicados ou como uma string OGR. O padrão é NÃO (ou seja, data / hora / data-hora são detectados como tal). Também pode ser definido com a opção de configuração OGR_GEOJSON_DATE_AS_STRING.

Para explicar FLATTEN_NESTED_ATTRIBUTES, considere o seguinte fragmento GeoJSON:

“Ogrinfo test.json -al -oo FLATTEN_NESTED_ATTRIBUTES = yes” relatórios:


Recursos avançados da API de manipulação de dados GIS

Crie novas camadas e conjuntos de dados ou leia recursos de arquivos existentes

Crie pontos, linhas e superfícies

Construir geometrias não lineares

Traduzir geometrias de / para WKT e WKB

Calcule a relação topológica entre geometrias

Calcule uma interseção, união ou diferença de qualquer geometria

Calcula uma região de buffer em torno de uma geometria

Renderizar mapas em SVG, PNG, JPEG ou BMP

Combine vários simbolizadores para realizar desenhos complexos

Calcular os parâmetros de estilo de um recurso com base nos valores de seus atributos

Reprojetar geometrias individuais e camadas inteiras

Importe sistemas de referência espacial do WKT, exporte sistemas de referência espacial para o WKT

Procure sistemas de referência espacial por SRID

Converta dados para vários formatos suportados

Execute a reprojeção durante a conversão de dados

Trabalhe com dados espaciais em PostgreSQL e SQL Server

Crie índices espaciais para acelerar as consultas espaciais

Leia os valores da banda do formato raster GeoTIFF


Glossário

Está com dificuldade para entender alguns desses termos técnicos?

Verifique nosso glossário abaixo para obter uma explicação das palavras mais comumente usadas em GIS e TI.

  • UMA
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • eu
  • J
  • K
  • eu
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • você
  • V
  • C
  • X
  • Y
  • Z

Localizador de endereços: um conjunto de dados que armazena os atributos de endereço, índices associados e regras que definem o processo de tradução de descrições não espaciais de lugares, como endereços de ruas, em dados espaciais que podem ser exibidos como feições em um mapa.

Imagens aéreas: fotografias da superfície da Terra tiradas de uma aeronave.

API: Acrônimo de Application Programming Interface. Um conjunto de interfaces, métodos, protocolos e ferramentas que os desenvolvedores de aplicativos usam para construir ou personalizar um programa de software.

ArcGIS online (AGOL): Um sistema baseado na web para criar, compartilhar, localizar e usar mapas, camadas de mapas e serviços de dados. ArcGIS Online é um serviço de terceiros da ESRI.

Atributo: informações sobre um elemento no mapa. Isso é armazenado em uma tabela de atributos que está vinculada ao recurso e pode ser acessada clicando no recurso ou usando uma ferramenta de identificação. Por exemplo, os atributos de um rio podem incluir seu nome, comprimento e data de levantamento.

Consulta de atributo: uma solicitação de registros de recursos em uma tabela com base em seus valores de atributo. Por exemplo, selecionando apenas um condado específico: County = “Antrim”.

Tabela de atributos: Um banco de dados ou arquivo tabular contendo informações sobre um conjunto de feições geográficas, geralmente organizado de forma que cada linha represente uma feição e cada coluna represente um atributo de feição.

Mapa de fundo: um mapa que mostra as características físicas e naturais da paisagem. Este mapa é comumente usado para representar informações de referência de fundo, nas quais outras informações adicionais podem ser sobrepostas.

Mapa base: um mapa que mostra as características físicas e naturais da paisagem. Este mapa é comumente usado para representar informações de referência de fundo, nas quais outras informações adicionais podem ser sobrepostas.

Marcador: um atalho que salva a visualização do mapa atual, incluindo extensões, camadas ativas e estilos para uso futuro.

Cascading Style Sheets (CSS): Um padrão para definir o layout ou apresentação de um documento HTML. As informações de estilo incluem tamanho da fonte, cor de fundo, alinhamento do texto e margens.

Cookies: Um cookie é um arquivo que é colocado em seu disco rígido com seus arquivos temporários da Internet enquanto você visita um site. Os cookies são usados ​​para rastrear como os visitantes usam um determinado site da Internet.

Coordenadas: Um par de valores que representa a distância de uma origem (0,0) ao longo de dois eixos, um eixo horizontal (x) e um eixo vertical (y). Em um mapa, as coordenadas x, y são usadas para representar recursos no local em que são encontrados na superfície esférica da Terra.

Sistema de coordenadas: uma estrutura de referência que consiste em um conjunto de pontos, linhas, superfícies e um conjunto de regras usadas para definir as posições dos pontos no espaço em 2 ou 3 dimensões. Na Irlanda do Norte, usamos o sistema irlandês de coordenadas de grade.

Dados: peças distintas de informações factuais organizadas para análise ou usadas para raciocinar ou tomar decisões. Os dados geralmente são formatados de uma maneira especial e existem em uma variedade de formas, como números ou texto em papel, como bits e bytes armazenados na memória eletrônica ou como fatos armazenados na mente de uma pessoa. Os dados podem incluir mapas, imagens de satélite, publicações e outros dados geoespaciais.

Conjunto de dados: um agrupamento de dados por tópico ou tipo de assunto.

Modelo Digital de Elevação (DEM): A representação de valores de elevação contínua sobre uma superfície topográfica referenciada a um datum comum. DEMs são normalmente usados ​​para representar o relevo do terreno.

Modelo Digital de Terreno (DTM): consulte Modelo Digital de Elevação.

Leste: A distância a leste da origem que um ponto em um sistema de coordenadas, medida nas unidades do sistema.

Elevação: A distância vertical de um ponto de objeto acima ou abaixo de uma superfície de referência (geralmente, nível médio do mar). A elevação geralmente se refere à altura vertical do terreno.

ESRI: Uma empresa mundial de software de Sistema de Informação Geográfica (GIS).

Linguagem de marcação extensível: desenvolvida pelo W3C, uma linguagem de marcação padronizada de propósito geral para projetar formatos de texto que facilita o intercâmbio de dados entre aplicativos de computador. XML é um conjunto de regras para a criação de formatos de informação padrão usando tags personalizadas e compartilhando o formato e os dados entre os aplicativos.

Recurso: uma representação de um objeto do mundo real em um mapa. Um exemplo seria uma estrada, um lago, uma escola etc.

Gazetteer: uma lista de nomes de lugares geográficos e suas coordenadas.

Dados geográficos: informações que descrevem a localização e os atributos dos recursos, incluindo suas formas e representação. Os dados geográficos são compostos de dados espaciais (um ponto, linha ou área em um mapa) e dados de atributos (informações sobre esse ponto, linha ou área).

Sistema de Informação Geográfica (GIS): Um sistema de computador para capturar, armazenar, verificar, integrar, manipular, analisar e exibir dados relacionados a posições na superfície da terra.

Geometria: As medidas e propriedades de pontos, linhas e superfícies. Em um GIS, a geometria é usada para representar o componente espacial dos recursos geográficos.

Geoportal: Um recurso da web que fornece acesso a uma ampla gama de recursos e serviços relacionados.

Informações geoespaciais (informações geográficas): inclui levantamentos legais, cadastro de propriedades, fotografia aérea, imagens de satélite, cartas aeronáuticas e náuticas, bem como vários tipos de mapas, como mapas topográficos e mapas geológicos, agrícolas e florestais.

Dados geoespaciais: Geoinfo ou geodados com informações explícitas de posicionamento geográfico incluídas, como uma rede de estradas de um GIS ou uma imagem de satélite georreferenciada. Os dados geoespaciais podem incluir dados de atributos que descrevem as características encontradas no conjunto de dados.

GIS: Ver Sistema de Informação Geográfica

Referência de grade: Na cartografia, uma grade é qualquer rede de linhas paralelas e perpendiculares sobrepostas em um mapa e usadas como referência. Essas grades são geralmente referidas pela projeção do mapa ou sistema de coordenadas que representam, como a grade transversal universal de Mercator.

HTML: Acrônimo de Hypertext Markup Language. Uma linguagem de marcação usada para criar páginas da Web para publicação na Internet. HTML é um sistema de tags que definem a função de texto, gráficos, som e vídeo em um documento e agora é um padrão da Internet mantido pelo World Wide Web Consortium.

HTTP: Acrônimo para Hypertext Transfer Protocol. Este é o protocolo mantido pelo World Wide Web Consortium para comunicação entre servidores e clientes para troca de documentos HTML pela Internet.

HTTPS: acrônimo para Hypertext Transfer Protocol (Secure). Uma variante do HTTP aprimorada por um mecanismo de segurança.

Identificar: uma ferramenta que, quando aplicada a um recurso (clicando nele), abre um pop-up mostrando os atributos desse recurso.

iFrame: um iFrame ou quadro embutido é uma estrutura HTML que permite que outro documento HTML seja inserido em uma página HTML. O iframe é configurado como uma moldura de janela de um tamanho especificado que rola junto com o resto da página, mas o conteúdo do iframe pode ser rolado se for maior do que a janela do iframe.

Serviço de imagem: um serviço de imagem fornece acesso a dados raster por meio de um serviço da web.

Diretriz INSPIRE: A Diretriz INSPIRE, que está escrita na legislação do Reino Unido e da UE, visa criar uma infraestrutura de dados espaciais da União Europeia (UE). Esta infra-estrutura destina-se a permitir a partilha de informação espacial ambiental entre organizações do sector público e a facilitar o acesso público à informação espacial em toda a Europa. O INSPIRE baseia-se nas infraestruturas de informação espacial estabelecidas e geridas pelos 27 Estados-Membros da União Europeia, incluindo a Spatial NI. A Diretiva INSPIRE obriga os Organismos Públicos detentores de dados ambientais em qualquer um dos 34 temas de dados espaciais a tornar esses dados detectáveis ​​e prontamente disponíveis para uso pelo Governo e pelo Público.

Endereço IP: acrônimo para endereço de protocolo da Internet. Um número exclusivo, como 10.36.37.4, que identifica cada computador na Internet.

JavaScript: uma ferramenta que, quando aplicada a um recurso (clicando nele), abre um pop-up mostrando os atributos desse recurso.

JSON: Acrônimo para JavaScript Object Notation. Um formato de troca de dados leve e legível. Uma alternativa ao XML, o JSON é independente da linguagem, mas depende de estruturas de linguagem de programação comuns, como objetos e matrizes.

Grande escala: geralmente uma escala de mapa que mostra uma pequena área no solo com um alto nível de detalhe. Para OSNI, isso geralmente se refere a escalas de mapeamento 1: 2500 e abaixo.

Latitude: a distância angular, geralmente medida em graus ao norte ou ao sul do equador.

Camada: A representação visual de um conjunto de dados geográficos em qualquer ambiente de mapa digital. Conceitualmente, uma camada é mais ou menos equivalente a um item de legenda em um mapa de papel. Em um mapa de estradas, por exemplo, estradas, parques nacionais, fronteiras políticas e rios podem ser considerados camadas diferentes. As camadas geralmente consistem em dados espaciais sobre um tópico específico (ou seja, lagos, rios, riachos, etc.) que são gerenciados por uma unidade de negócios específica.

Legenda: a descrição dos tipos de recursos incluídos em um mapa, geralmente exibidos no layout do mapa. As lendas costumam usar gráficos de símbolos ou exemplos de recursos do mapa com uma descrição escrita do que cada símbolo ou gráfico representa.

LIDAR: Acrônimo para Light Detection and Ranging. Uma técnica de sensoriamento remoto que usa lasers para medir distâncias a superfícies reflexivas.

Longitude: a distância angular, geralmente expressa em graus, minutos e segundos de um local na superfície da Terra a leste ou oeste do meridiano principal de Greenwich.

Extensão do mapa: o limite da área geográfica mostrada em um mapa. Em um mapa da web, a extensão do mapa pode ser alterada com panorâmica e zoom.

Serviço de mapas: fornece imagens de mapas ou dados de mapas pela Internet por meio de um URL de endereço da web. É possível exibir, navegar, aumentar e diminuir o zoom, panoramizar e sobrepor os dados do mapa. Os dados são mantidos em um servidor e uma visualização desses dados é exibida no cliente, como um navegador da web ou aplicativo.

Escala do mapa: a escala em um mapa expressa como uma proporção que indica o quanto uma determinada área foi reduzida. Por exemplo, um mapa de papel com uma escala de mapa de 1: 24.000 significa que cada 1 polegada no mapa é equivalente a 24.000 polegadas na superfície da Terra. Um mapa em pequena escala (ou seja, 1: 250.000) pode mostrar grandes áreas sem muitos detalhes. Enquanto um mapa em grande escala (1: 1.200) pode mostrar apenas uma pequena área, mas muitos detalhes. Mapas de “grande escala” têm objetos relativamente grandes, mapas de “pequena escala” refletem objetos relativamente pequenos.

Map Viewer: O Spatial NI Map Viewer permite aos usuários interagir com dados geográficos usando uma variedade de ferramentas de navegação e consulta.

Metadados: os metadados são um conjunto de dados que descreve e fornece informações sobre os dados. É uma informação estruturada que explica um conjunto de dados dando ao leitor mais informações sobre como as informações foram coletadas, com que frequência os dados são atualizados e detalhes de contato do proprietário dos dados, etc. O padrão de metadados usado no Spatial NI é o UK GEMINI Versão 2.2. Para obter mais informações, visite o site da Association of Geographic Information (AGI).

Escala Mín / Máx: As escalas menor e maior em que uma camada é visível no mapa. Para Spatial NI, são 1: 500 e 1: 2.000.000.

Estratégia de IG da Irlanda do Norte: Uma estratégia que visa tornar a Irlanda do Norte uma sociedade espacialmente capacitada até 2019. O governo usará a IG (informação geográfica) como uma ferramenta de tomada de decisão. As empresas usarão a IG para aumentar a eficiência e o público usará ativamente a IG diariamente.

NIMA: Acrônimo para Northern Ireland Mapping Agreement, é um acordo financiado centralmente que permite que as Informações Geográficas (GI) de Land & Property Services sejam usadas por todos os Departamentos de Serviço Civil da Irlanda do Norte, Agências, Órgãos Públicos Não Departamentais e Conselhos Locais.

Norte: a distância ao norte da origem que um ponto em um sistema de coordenadas, medida nas unidades do sistema.

Open Geospatial Consortium (OGC): Um consórcio interno de empresas, agências governamentais e universidades que participam de um processo para desenvolver serviços geoespaciais e de localização disponíveis ao público. Para obter mais informações, visite o site do OGC.

Ortofotografia (Ortho): A ortofotografia (orto) é uma fotografia aérea aprimorada. As ortofotografias são imagens precisas em escala que oferecem uma visão aérea detalhada da paisagem. As imagens mostram detalhes naturais e artificiais na superfície da Terra. Quaisquer distorções causadas pela superfície da Terra ou pelo movimento da aeronave foram removidas para garantir que as imagens sejam precisas. Este processo é denominado ortorretificação. As fotografias são tiradas em condições climáticas ideais para fornecer as melhores imagens possíveis.

Sobreposição: Uma operação espacial na qual dois ou mais mapas ou camadas registrados em um sistema de coordenadas comum são sobrepostos com o objetivo de observar relações entre feições que ocupam o mesmo espaço geográfico.

Mapa de visão geral: um mapa generalizado em menor escala que mostra os limites da extensão de outro mapa junto com sua área circundante.

Panorâmica: Para deslocar uma imagem de mapa em relação à janela de exibição sem alterar a escala de visualização.

PDF: Acrônimo para Portable Document Format. Um formato de arquivo proprietário da Adobe que cria arquivos formatados baseados em texto leves para distribuição.

Pixel: A menor unidade de informação em uma imagem ou mapa raster.

Tamanho do pixel: as dimensões no solo de um único pixel em um raster, medidas em unidades do mapa.

Polígono: em um mapa, uma forma fechada definida por uma sequência conectada de pares de coordenadas x, y, onde o primeiro e o último par de coordenadas são iguais e todos os outros pares são únicos.

Código postal: uma série de letras e números em um formato específico usado pelo Royal Mail para simplificar a entrega de correspondência.

Declaração de privacidade: uma declaração que descreve como seus dados serão tratados de maneira cuidadosa e segura durante o uso do portal Spatial NI.

Sistema de coordenadas projetadas: Um sistema de coordenadas projetadas é definido em uma superfície plana e bidimensional. As localizações são identificadas por coordenadas x, y em uma grade. Um especifica sua posição horizontal e o outro, sua posição vertical. Os dois valores são chamados de coordenada xe coordenada y. Usando esta notação, as coordenadas na origem são x = 0 ey = 0.

Projeção: Método pelo qual a superfície curva da Terra é retratada em uma superfície plana. Cada projeção de mapa distorce distância, área, forma, direção ou uma combinação de todos eles.

Consulta: uma solicitação para selecionar recursos ou registros de um banco de dados. Uma consulta geralmente é escrita como uma declaração ou expressão lógica.

Raster: Um modelo de dados espaciais que define o espaço como uma matriz de células de tamanho igual, organizadas em linhas e colunas, e compostas por uma ou várias bandas. Cada célula contém um valor de atributo e coordenadas de localização. Ao contrário de uma estrutura vetorial, que armazena coordenadas explicitamente, as coordenadas raster estão contidas na ordem da matriz. Grupos de células que compartilham o mesmo valor representam o mesmo tipo de característica geográfica.

REST: Acrônimo de Representational State Transfer. Uma arquitetura para troca de informações entre pares em um ambiente descentralizado e distribuído. O REST permite que programas em diferentes computadores se comuniquem independentemente de um sistema operacional, enviando uma solicitação HTTP para uma URL e obtendo dados em um formato, por exemplo, XML. REST é usado em serviços da web.

Escala: para alterar o tamanho de um objeto enquanto mantém sua forma. A maioria dos softwares gráficos, especialmente os pacotes baseados em vetores, permitem dimensionar objetos livremente. No mundo GIS, escala se refere à redução da área para mostrar porções da superfície da Terra em um mapa.

Linha de costura: um polígono que define o limite do mosaico de um conjunto de dados raster usado em um serviço de imagem. OSNI usa linhas de costura para definir como as ortofotos são construídas.

Serviço: Um processo de software persistente que fornece dados ou recursos de computação para aplicativos cliente.

Shapefile: Um shapefile é um formato de armazenamento vetorial digital para armazenar localização geométrica e informações de atributos associadas. Os shapefiles descrevem geometrias espacialmente: pontos, polilinhas e polígonos. Estes, por exemplo, podem representar poços de água, rios e lagos, respectivamente.

Dados espaciais: informações sobre as localizações e formas dos recursos geográficos e as relações entre eles, geralmente armazenadas como coordenadas e topologia.

Infraestrutura de dados espaciais (geoespaciais) (IDE): A coleção de base relevante de tecnologias, políticas e arranjos institucionais que facilitam a disponibilidade e o acesso aos dados espaciais. Uma infraestrutura de dados espaciais fornece uma base para a descoberta, avaliação e aplicação de dados espaciais para usuários e fornecedores em todos os níveis de governo, o setor comercial, o setor sem fins lucrativos, a academia e os cidadãos em geral.

Consulta espacial: uma declaração ou expressão lógica que seleciona características geográficas com base na localização ou relacionamento espacial. Por exemplo, uma consulta espacial pode localizar quais pontos estão contidos em um polígono ou conjunto de polígonos, localizar recursos dentro de uma distância especificada de um recurso ou localizar recursos adjacentes uns aos outros.

Tema: um conjunto de características geográficas relacionadas, como ruas, parcelas ou rios, junto com seus atributos. Todos os recursos em um tema compartilham o mesmo sistema de coordenadas, estão localizados em uma extensão geográfica comum e têm os mesmos atributos. Classificação de alto nível de dados (ou seja, hidrografia) composta por uma infinidade de camadas de dados espaciais (ou seja, lagos, rios, riachos, etc.).

URL: um localizador uniforme de recursos, abreviado como URL (também conhecido como endereço da web, especialmente quando usado com HTTP), é uma sequência de caracteres específica que constitui uma referência a um recurso. Na maioria dos navegadores da web, o URL de uma página da web é exibido na parte superior de uma barra de endereço.

Vetor: um modelo de dados baseado em coordenadas que representa feições geográficas como pontos, linhas e polígonos. Cada recurso de ponto é representado como um único par de coordenadas, enquanto os recursos de linha e polígono são representados como listas ordenadas de vértices. Os atributos são associados a cada recurso vetorial, ao contrário de um modelo de dados raster, que associa atributos a células de grade.

Navegador da Web: um aplicativo que permite aos usuários acessar e visualizar páginas da Web na tela do computador. Os navegadores da Web permitem que os usuários visualizem documentos HTML na World Wide Web.

Serviço de recursos da Web (WFS): os serviços de recursos fornecem dados de recursos pela Internet, geralmente permitindo que você os edite.

Serviço de mapas da web (WMS): Fornece imagens de mapas ou dados de mapas pela Internet por meio de um URL de endereço da web. É possível exibir, navegar, aumentar e diminuir o zoom, panoramizar e sobrepor os dados do mapa. Os dados são mantidos em um servidor e uma visualização desses dados é exibida no cliente, como um navegador da web ou aplicativo.

WMTS: Acrônimo para Web Mapping Tile Service. O recurso de bloco WMTS representa um único arquivo em cache que é um fragmento de uma representação de mapa de uma camada no conteúdo da especificação WMTS.

Coordenadas X, Y: Ver Coordenadas

XML: Acrônimo para Extensible Markup Language. Desenvolvido pelo W3C, uma linguagem de marcação padronizada de propósito geral para projetar formatos de texto que facilita o intercâmbio de dados entre aplicativos de computador. XML é um conjunto de regras para a criação de formatos de informação padrão usando tags personalizadas e compartilhando o formato e os dados entre os aplicativos.

Coordenadas Z: O valor para um determinado local da superfície. Em um modelo de elevação ou terreno, o valor z representa a elevação.

Zoom: para exibir uma região maior ou menor de um mapa ou imagem na tela.

Sobre OSNI

O Ordnance Survey of Northern Ireland (OSNI) é o produtor oficial de dados de mapeamento geográfico atuais, precisos e de alta qualidade para a Irlanda do Norte.


Interseção

interseção conector - [geocodificação] Um caractere usado em dados de endereço para indicar que um endereço está localizado em um interseção. Por exemplo, no endereço "S. Huntington Dr. & amp E. Clark Blvd." o caractere e comercial (& amp) é o interseção conector.

Interseção o snap ao objeto não funciona em padrões de hachura no AutoCAD
Aplica-se ao AutoCAD 2015, AutoCAD 2016, AutoCAD Architecture 2015, AutoCAD Architecture 2016, AutoCAD Civil 3D 2015, AutoCAD Civil 3D 2016, AutoCAD Electrical 2015, AutoCAD Electrical 2016, AutoCAD LT 2015, AutoCAD LT 2016, AutoCAD MEP 2015,.

Interseção Sobreposições
Este é um exemplo pequeno, mas sofisticado, que usa os comandos Regras de transferência, Dividir com, Cortar com (Cruzar) e Sobreposição espacial. Este exemplo é um exemplo intermediário que pressupõe familiaridade básica com o Sistema Manifold.

de nenhum conjunto é o universo.

método de construção é usado para criar um estacionamento adjacente a um edifício em forma de L.

contagem é o número de vezes que as polilinhas de uma classe de recurso interceptam outras polilinhas ou polígonos na mesma classe ou em outra classe de recurso. Por exemplo, duas características da estrada podem se cruzar uma vez, mas não mais de uma vez.

Em muitos aplicativos de geocodificação, o endereço de um local não é fornecido como um número e nome de rua, mas como o

Exemplo de quebra de linha de vetor em

s. Como gerenciar as categorias?
R: Usando a ferramenta GRASS v.clean:.

a correspondência localiza um nó que é comum a dois segmentos de rua.

. O termo acabou por incluir não apenas a rua, mas também calçadas e edifícios adjacentes.

corresponde: junta registros de origem cujo valor-chave (uma forma) cruza o valor-chave do registro de destino (também uma forma). (ArcView não pode fazer isso).

cria um único polígono que representa a área de sobreposição. Este polígono é então usado para cortar a área de sobreposição de ambos os recursos subjacentes. Com o polígono de intersecção movido, você pode ver como a área de sobreposição é removida.

pode ser executado (ver Figura 26.14).

os pontos são escritos no mapa de 'pontos'.
Quebrar linhas
v.clean quebrará as linhas onde elas se cruzam, criando um novo nó, se necessário. Exemplo:
v.in.ascii -n out = formato das linhas cruzadas = padrão.

s com semáforos ou outros dispositivos de controle de tráfego.
Previsões cooperativas
Uma série de previsões de população, família e emprego preparadas por jurisdições locais sob os auspícios do Conselho de Governos Metropolitano de Washington (COG).

de todos os polígonos nas camadas de entrada (consulte a Figura 5.9). Apenas os recursos que compartilham uma geografia comum são preservados na camada de saída. Qualquer polígono ou parte de um polígono que esteja fora da área comum é descartado da camada de saída.

e retorna a geografia que representa a porção compartilhada entre os rios e o estado do Texas.
Desafio .

de uma falha na superfície da Terra.

of the x and y axes in the rectangular coordinate system divides the space into four quadrants. Points along a vertical grid line to the right of y-axis have a positive x coordinate value while those to the left of y-axis have a negative x coordinate value.

must be calculated and created wherever two lines cross
a line across an area object creates two new area objects
topological overlay is the general name for overlay followed by planar enforcement .

Three or more lines in a raster that meet at a common point.
raster layer .

Important?
The equator is an important line on the earth's surface. It marks the line above which the sun is directly overhead on the March and September equinoxes.

resulting in a polygon that overlaps 2 hemispheres will return null .

of professions, institutions, and technologies that produce geographic data and render information from it. It is a rapidly growing and evolving field. Learning is a way of life for all GIS&T professionals.

or "Where is the ______ that I can see in the distance?"
Locating a plume of smoke using bearings from two or more known locations.

s with 3 lanes in each direction, huge traffic and you trying to turn left. My Mom hates them. It's simply.
This is how the in-dash navigation should look like
3 .

requires a polygon overlay, but can accept a point, line, or polygon input.

of the land with the water surface at an elevation of high water. high water mark Line or mark left upon tidal flats, beach, or along shore objects indicating the elevation or the intrusion of high water.

Overshoot That portion of a line digitized past its

with another line. Sometimes referrred to as a dangling line.
P
Paralelo
A property of two or more lines that are separated at all points by the same distance.
A horizontal line encircling the earth at a constant latitude .

It often identifies where a polygon does not close properly (e.g., undershoot), where arcs don't connect properly, or where an arc was digitized past its

with another arc (i.e., overshoot). A dangling arc is not always an error.

South Pole Surface location defined by the

of the polar axis with Earth's surface in the Southern Hemisphere. This location has a latitude of 90 South. Space (1) A distance, area, or volume.

Now we can select on each bisector the nearest to the sample point two

s, determining the cell. On the figure 1 only those parts of the effective bisectors are shown which are forming the cells.
As interpolation method the Voronoy cells are mostly used for precipitation.

As a result of this every contour line must eventually close on itself to form an irregular circle (in other words, the line created by the

of the glass with the mountain cannot simply disappear on the backside of the mountain).

Typical analytical transactions within Transportation Networks: Modifying direction and/or impedance along links and through

s. Identifying the optimal path as measured between two or more points according to a selected terms of measurement.

utilities, map and chart publishing, land information management, hydrography, planning and development. GIS design alternatives GIS systems rely on one of three basic overall systems design alternatives: 1) street span systems (consists of address range records in which the beginning and ending

The origin of each UTM zone is the

of its central meridian and the equator, and the parameters are applied to this origin to make it convenient to work with making all x and y values positive, or reducing their range.

of the equator and the central or prime meridian (through Greenwich, England). A meridian is a line of constant longitude and a parallel is a line of constant latitude (e.g., the tropic of Capricorn).

For many mapping applications, like topography and certain kinds of navigation, a lesser constraint, conformality or fidelity of shape, is the most fundamental requisite: at the

of any two lines on the map, the angle between is the same as between their counterparts on the sphere in particular, .

A "coincidence summary" generates a cross-tabular listing of the

of two maps (Berry, 1999a). The percentage of the map area in agreement indicates the overall similarity. Of more interest, however, are the areas of disagreement.

If you want to correct the symbols individually, the Line Editor/

symbol box to perform the correction. Undo can be used to recover if a mistake is made.

Two circles whose centers are on the real axis that intersect in two points have one point of

A method to calculate the lines of

in a normal conical or cylindrical projection (i.e. standard parallels) could be by determining the range in latitude in degrees north to south and dividing this range by six. htm ', 0)

Other types of point features include the nodeThe

points where two or more arcs meet. and the vertexA corner or a point where lines meet..

Spatial data is a term used synonymously with geographic data elements that describe a geographic area (parcels, streets,

s, railroads, drainage, sidewalks, fences, driveways, buildings, cultural features, as well as coordinates, geographic codes, addresses) that can be displayed in graphic form as maps, .

of two or more arcs. This means that areas are composed of connected lines and lines are composed of connected points. Each component in turn, having its own separate file.

A map displayed for a small geographic area (ranging from a street

to a few square miles) and displayed at a scale with a large numeric ratio, such as 1 inch equals 400 feet or greater (since the ratio 1 inch equals 400 feet greater than 1 inch equals 24,000 feet, it is considered a larger scale).

of Oak Street and 2nd Avenue. Draw a black "X" where River Street meets Cat Bridge. Draw a blue "X" at the address 180 River St.
3. In red, draw a short street route from City High School to the City Library.
4. Which is farther east, the elementary or middle school?

on the line with the Earth's surface is the subsatellite point. Conforme a Terra gira em torno de seu eixo e o satélite orbita acima, uma linha é criada pelo caminho aparente do satélite sobre o solo (a série de pontos subsatélites conectados).

/attributes)
Manipulation of point clouds from lidar data
Raster data: interpolation, cost analysis, .
Image analysis: filters, edge detection, cluster analysis, segmentation .

Overlay: A formal geometric

between two or more layers of spatially referenced data. A layer produced by an overlay will contain both the spatial data and the attribute data from the input layers.

s between polygons or lines, when two points are separated by a very small distance they will be joined or "snapped" together. This distance is call the fuzzy tolerance.

of the baseline and the meridian, or range, six-mile squares, called townships, were laid out and monumented. Each township is identified by a "township" or "T" number according to how far east or west it is of the meridian.

Use GIS to forecast traffic. This map highlights challenges at an

in Fort Mitchell, Kentucky, where forecasting shows traffic is expected to worsen based on land use changes.
Open the NKYmapLAB interactive map
Set priorities .

Arcs - Lines that begin and end with a node.

s of arcs are always connected with a node. Arcs also make up part of a polygon. An example of data that would use this form would be roads.

Azimuth - Particularly for a class of map projections, the angle defined by the

of a map's central line of projection with any meridian. If a map projection uses a central line that is oriented to true north, such as a standard meridian, the azimuth is zero.

Georeferencing: using known points (such as road

s) on a geographic information layer (such as a shapefile in GIS) to provide 'anchors' to an image with unknown positioning .

In the resulting map the parallels become shorter with distance from the equator, and to maintain the right-angled

s of the lines of latitude and longitude, the lines of longitude (meridians) are also drawn as parallel lines.

Identity - The topological overlay of a line or polygon coverage with another polygon coverage that computes the geometric

of the two coverages. The resulting coverage preserves all the input features plus those portions of the polygon coverage that overlap the input coverage.

ArcView functionality includes spatial feature and attribute creation and editing, address matching and geocoding, newly enhanced cartographic features including expanded data classification options, and a wide range of spatial analysis techniques, including buffers, dissolves, aggregation and

Planar Topology: [editing] Planar topology requires that

s for lines and polygons in a digital data layer is enforced and that no two lines or polygons cross.

Great Circle Route:
The shortest distance between two places on the Earth's surface. The route follows a line described by the

of the surface with an imaginary plane passing through the Earth's center.

For example, in a road network, lines must connect with nodes at an

. Erros como undershoots e overshoots também devem ser removidos. Para mapas digitalizados, manchas no mapa de origem podem precisar ser removidas do raster resultante.

[GeoSPARQL] defines families of topological relationships (based on the DE-9IM pattern) that, in mathematical terms, specify the spatial dimension of the

s of the interiors, boundaries and exteriors of two geometric objects that may be 2-dimensional (e.g. area), .

of an ellipsoid by a plane containing the semi-minor axis of the ellipsoid. prime meridian meridian from which longitudes of other meridians are quantified. temporal reference system reference system against which time is measured.

org/ GEOS Geometry Engine Open Source is a C/C++ port of the Java Topology Suite. It is used for geometric algebra operations like determining if a polygon is contained in another polygon or determining the resultant

From all this he found that coordinates of the stars and the Sun had systematically changed. Their celestial latitudes &lambda remained unchanged, but their celestial longitudes &beta had reduced as would equinoctial points,

s of ecliptic and celestial equator, .

response Result of an operation returned from a server to a client reverse geocoder service A network-accessible service that transforms a given position into a normalized description of a feature location (Address with Point), where the address may be defined as a street address,


GeoJson based on shapefile : large coordinates - Geographic Information Systems

Você solicitou uma tradução automática de um conteúdo selecionado de nossos bancos de dados. Esta funcionalidade é fornecida exclusivamente para sua conveniência e não tem a intenção de substituir a tradução humana. Nem a BioOne nem os proprietários e editores do conteúdo fazem, e se isentam explicitamente, de quaisquer representações ou garantias expressas ou implícitas de qualquer tipo, incluindo, sem limitação, representações e garantias quanto à funcionalidade do recurso de tradução ou a precisão ou integridade de as traduções.

As traduções não são retidas em nosso sistema. O uso deste recurso e as traduções estão sujeitos a todas as restrições de uso contidas nos Termos e Condições de Uso do site da BioOne.

A New Digital Map of Limits of Oceans and Seas Consistent with High-Resolution Global Shorelines

Damien Fourcy, 1 Olivier Lorvelec 1

1 French National Institute for Agricultural Research (INRA), Joint Research Unit for Ecology and Health of Ecosystems (UMR985), Bat. 16a, allée Henri Fabre, Campus de Beaulieu, Rennes, Ille-et-Vilaine 35042, France. [email protected]

Inclui PDF e HTML, quando disponível

Este artigo está disponível apenas para assinantes.
Não está disponível para venda individual.

Fourcy, D. and Lorvelec, O., 2013. A new digital map of limits of oceans and seas consistent with high-resolution global shorelines.

We present a vector map of the limits of oceans and seas intended to be integrated into a geographic information system (GIS). This map is based on the document S-23 titled “Limits of Oceans and Seas” and published by the International Hydrographic Organization (IHO). The third edition of this document, published in 1953, still serves as an official reference. The realization of this map from a text containing numerous ambiguities, disused place-names, or imprecise coordinates required important documentary investigations. This was made possible through the use of online resources such as map libraries, satellite imageries, geographic names databases, and institutional geoportals. The main innovations of our map are its accuracy, its precision of about 10 s of meridian arc, and its consistency with the Global, Self-consistent, Hierarchical, High-resolution Shoreline database and with satellite images such as Land Satellite and moderate-resolution imaging spectroradiometer. All remaining uncertainties for the drawing of limits are presented in the results. Although based on an IHO document, our map does not possess any official status. Nevertheless, we hope that our map will facilitate and encourage more detailed spatial analyses related to oceans and seas. This map is freely available for noncommercial use.


Section 1: The History and the Present of the Industry

This section starts by demonstrating common geospatial analysis processes using illustrations, basic formulas, simple code, and Python. Building on that, you'll learn how to play with geospatial data&mdashacquiring data and preparing it for various analyses. After that, you'll gain an understanding of the various software packages and libraries used in the geospatial technology ecosystem. At the end of this section, you'll learn how to evaluate any geospatial tool.

This section includes the following chapters:

    , Learning about Geospatial Analysis with Python , Learning Geospatial DataChapter 3, The Geospatial Technology Landscape

Sobre o autor

Joel Lawhead

Joel Lawhead is a PMI-certified Project Management Professional, a certified GIS Professional, and the Chief Information Officer of NVision Solutions Inc., an award-winning firm specializing in geospatial technology integration and sensor engineering for NASA, FEMA, NOAA, the US Navy, and many other commercial and non-profit organizations. Joel began using Python in 1997 and started combining it with geospatial software development in 2000. He has authored multiple editions of Learning Geospatial Analysis with Python and QGIS Python Programming Cookbook, both from Packt. He is also the developer of the open source Python Shapefile Library (PyShp) and maintains a geospatial technical blog, GeospatialPython, and Twitter feed, @SpatialPython.


Assista o vídeo: GeoJSON to SHP with Pythonpyshp