Mais

GPS - problema de conectividade Garmin 60CSX

GPS - problema de conectividade Garmin 60CSX


Eu tenho um Garmin 60csx, com cerca de 2 anos e tentei conectá-lo ao meu laptop / ArcView (barra de ferramentas GPS) usando a Porta GPS Detectar sem sucesso. Não há nenhum número de porta sendo exibido e é isso que indica na caixa pop-up.

a taxa de transmissão, paridade etc… são precisas. A porta de comunicação deve ter um número exibido durante a conexão se estiver funcionando?

Existe um patch ou um cabo USB específico para usar ou Garmins específicos só funcionarão corretamente no ArcVIEW?


agora está dizendo que o USB não é reconhecido. Estou pensando em um novo cabo USB como uma solução.


Seu Garmin 60Csx possui uma porta serial redonda de 4 pinos. Basta usá-lo com um cabo serial RS232 - cabo pFranc pD32 (http://pfranc.com/cgi-bin/P/pD32/Garmin_interface_cable.html).

E se o seu computador não tiver uma porta RS232 de 9 pinos, use um adaptador serial RS232 para USB, algo como um Cables-to-Go # 26886 (http://www.cablestogo.com/product.asp?cat_id=7057&sku = 26886); ele possui drivers que o ArcGIS GPS Tool reconhecerá como uma porta COM padrão.

Cerca de US $ 30 farão com que você se conecte ao ArcMap.


O ArcGIS não suporta dispositivos GPS usando uma conexão USB porque as portas seriais são muito superiores (sarcasmo).

Você está executando o Windows XP? Você pode usar o Garmins Spanner para fazer o computador pensar que a conexão USB é uma porta serial. O Spanner não é compatível com Win 7 ou Vista.

Se for algo rápido, experimente o QGIS, ele tem uma barra de ferramentas GPS que realmente funciona.


As complexidades de medir o acesso a parques e locais de atividade física na cidade de Nova York: uma abordagem quantitativa e qualitativa

A proximidade de parques e locais de atividade física tem sido associada a um aumento nos comportamentos ativos e impactos positivos nos resultados de saúde, como taxas mais baixas de doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade. Uma vez que populações com baixo status socioeconômico, bem como minorias raciais e étnicas, tendem a ter piores resultados de saúde nos EUA, o acesso a parques e locais de atividade física pode ser uma questão de justiça ambiental. Os sistemas de informações geográficas foram usados ​​para realizar análises quantitativas e qualitativas de acessibilidade ao parque na cidade de Nova York, que incluiu estimativa de densidade de kernel, regressão de mínimos quadrados ordinários (global), regressão geograficamente ponderada (local) e estudos de caso longitudinais, consistindo em trabalho de campo e pesquisa arquivística. A acessibilidade foi medida pela densidade da área do parque e pela densidade dos locais de atividade física. As variáveis ​​independentes incluíram porcentagem de negros não hispânicos, porcentagem de hispânicos, porcentagem abaixo da pobreza, porcentagem de adultos sem diploma de ensino médio, porcentagem com capacidade limitada de falar inglês e densidade populacional.

Resultados

A regressão linear de mínimos quadrados ordinários encontrou relações fracas tanto na densidade da área do parque quanto nos modelos de densidade do local de atividade física (Ruma 2 = 0,11 e 0,23, respectivamente AIC = 7162 e 3529, respectivamente). A regressão geograficamente ponderada, no entanto, sugeriu não estacionariedade espacial em ambos os modelos, indicando disparidades na acessibilidade que variam no espaço em relação à magnitude e direcionalidade das relações (AIC = 2014 e -1241, respectivamente). A análise qualitativa apoiou os resultados da regressão local, confirmando que embora haja uma distribuição geograficamente desigual do espaço do parque e locais de atividade física, ela não é globalmente prevista por raça, etnia ou status socioeconômico.

Conclusão

A combinação de análises quantitativas e qualitativas demonstrou a complexidade das questões em torno das disparidades raciais e étnicas no acesso a parques. Eles revelaram tendências que podem não ter sido detectáveis ​​de outra forma, como a relação espacialmente inconsistente entre a densidade do local de atividade física e os dados sócio-demográficos. Para estabelecer um modelo global mais estável, uma série de fatores, variáveis ​​e métodos adicionais podem ser usados ​​para quantificar a acessibilidade do parque, como análise de rede de proximidade, percepção de acessibilidade e usabilidade e características adicionais de qualidade do parque. A medição precisa da acessibilidade do parque pode, portanto, ser importante para mostrar as ligações entre as oportunidades para um comportamento ativo e os resultados benéficos para a saúde.


A bateria inteligente do Roost ensinará seu antigo detector de fumaça

por Devindra Hardawar
12 de novembro de 2014
engadget

Se você está intrigado com o Nest's Protect, mas acha que gastar US $ 99 em um alarme de fumaça sofisticado é meio louco, vale a pena ficar de olho na bateria de 9 volts conectada por Wi-Fi da Roost. Ele se conecta a qualquer alarme de fumaça antigo para torná-lo & quotsmart & quot, como é o costume de nosso tempo. Você receberá alertas móveis quando a bateria estiver fraca ou se o alarme tocar enquanto você estiver fora de casa. Diga adeus àqueles barulhos irritantes de bateria fraca do meio da noite.

Depois de um dia no Kickstarter, o projeto já recebeu mais de $ 30.000 de patrocinadores. Provavelmente não demorará muito até que alcance sua meta de US $ 50.000. Você pode obter um único Roost com uma promessa de $ 35 & # 8212, com sorte, os modelos finais custarão aproximadamente o mesmo. Embora se pareça com qualquer outra bateria de 9 volts, sob o capô está um microcontrolador e um chip Wi-Fi de baixa potência. Graças às células de lítio e ao gerenciamento inteligente de energia, o Roost deve ser capaz de obter cerca de 5 anos de vida, em comparação com cerca de dois anos para baterias padrão de 9 volts.

Naturalmente, um aplicativo complementar permite que você visualize o status de vários alarmes acionados pelo Roost e entre facilmente em contato com contatos de emergência. Roost diz que a bateria também funcionará em alarmes de monóxido de carbono e vazamento de água. Além disso, está aceitando sugestões de outros dispositivos aos quais deve oferecer suporte. Eu admito, Roost parece surpreendentemente atraente & # 8212 e isso vem de alguém que honestamente se sente um pouco cansado pelo ataque de campanhas de crowdfunding nos dias de hoje. Mas não vou ficar muito animado até que a empresa prove que pode realmente oferecer o Roost a um preço aceitável e com a confiabilidade que esperamos das baterias existentes.

Especialistas em vendas e serviços de equipamentos desses fabricantes líderes, bem como outros produtos de rádio bidirecional e paging:

Motorola SOLUÇÕES

Transmissor de Paging VHF 250W

O transmissor de paging de alto desempenho RFI-148 250 da STI Engineering apresenta geração de frequência DDS verdadeira que permite controle preciso e flexibilidade para uma ampla gama de aplicações de transmissão de dados.

O transmissor é particularmente adequado para grandes redes de paging POCSAG e FLEX de transmissão simultânea e pode ser usado como substituto imediato de transmissores mais antigos e obsoletos. A unidade tem um histórico comprovado em sistemas de mensagens críticas em grande escala.

  • Alta potência de saída
    (selecionável de 20 W - 250 W)
  • Diagnósticos e alarmes SNMP
  • Cobertura total da banda VHF
    (138-174 MHz)
  • Modulação de precisão DSP
  • Isolador integrado
  • Porta sniffer para receptor em rack
  • Capacidade de atualização remota de firmware
  • Deslocamento de frequência selecionável por software
  • Correção de atraso absoluto ajustável
  • Diagnóstico do painel frontal
  • Saídas de alarme de hardware
  • Estabilidade de alta frequência
  • Opção de referência externa
  • FCC e ACMA aprovado
  • Versão compatível com CE em desenvolvimento

GPS - Problema de conectividade Garmin 60CSX - Sistemas de Informação Geográfica

Esta viagem de campo agora é de acesso aberto.

Professores - seus alunos querem ver as últimas novidades em tecnologia? Junte-se a nós na cidade de Christchurch, em constante mudança, para acompanhar a reconstrução e ver como os planos virtuais estão se tornando realidade! Essa viagem se encaixa muito bem com grandes ideias como planeta terra, uso do solo, onde moro, encontrar meu caminho, valores históricos e culturais, redesenho urbano (usando modelos tridimensionais) e imagens aéreas. Confira os dois anteriores Geoespacial viagens de campo (agosto de 2012 e maio de 2013) se você precisa de convencimento, e inscreva-se!

  • onde as coisas estão localizadas e como as encontramos
  • porque os nomes geográficos são importantes por razões culturais e históricas, bem como para saber onde os lugares estão
  • como os dados geoespaciais são essenciais para a reconstrução de Christchurch
  • como dados espaciais precisos são usados ​​para ajudar na construção de infraestrutura
  • como as imagens aéreas são gravadas, compartilhadas e usadas
  • Mapeamento 3D e visualização de uma nova cidade
  • como funcionam os Sistemas de Informação Geográfica (SIG) e como são usados
  • usando seu próprio dispositivo móvel para navegar e aprender sobre um lugar específico
  • o conceito de dados abertos
  • imagens como um subconjunto de dados geoespaciais
  • desenvolvimento de aplicativos e mashups
  • descobrir de onde vêm os nomes dos lugares
  • saiba mais sobre os nomes oficiais da Ilha do Norte / Te Ika-a-Maui e Ilha do Sul / Te Waipounamu
  • saiba mais sobre os nomes geográficos maori e inglês em Christchurch e arredores
  • investigar a coleta e o compartilhamento de imagens aéreas e de satélite em Canterbury
  • visite a cidade central, use a tecnologia de mapeamento 3D e veja como as coisas mudaram e o que está planejado para o futuro
  • descobrir as muitas maneiras pelas quais os dados abertos são usados ​​por organizações públicas e empresas privadas para desenvolver rapidamente novos serviços e produtos baseados em GIS
  • visite exemplos de trabalho de reconstrução em andamento para ver como os dados abertos foram usados ​​para coordenar o trabalho de várias organizações e contratados, economizando tempo e dinheiro
  • converse com especialistas locais sobre ferramentas de planejamento inteligentes que eles usam na reconstrução de Christchurch
  • descobrir como as informações sobre a localização de coisas invisíveis, como encanamentos de água, eletricidade, propriedade da terra e limites, são fundamentais para o progresso na reconstrução
  • descobrir futuros caminhos de carreira para geografia e TIC
  • veja como os alunos da escola podem criar aplicativos de software para resolver problemas do mundo real na competição de mashup das escolas de Canterbury
  • familiarize-se com percursos 3D em tempo real de cidades agora e no passado
  • têm oportunidades de acompanhar diretamente com especialistas da Land Information New Zealand e outras organizações de apoio
  • têm novos insights sobre cidadania e tomada de decisão do governo local

Onde você irá

Esta é a última viagem de campo de uma série de três que examina o uso de habilidades geoespaciais, dados e ferramentas após os devastadores terremotos de Canterbury em 2010 e 2011. Este ano, especialistas irão levá-lo a lugares onde quarteirões inteiros da cidade estão em construção as equipes estão trabalhando juntas para coordenar com eficiência os trabalhos futuros em um novo centro da cidade e nos subúrbios afetados, onde os principais projetos-âncora serão construídos e onde locais históricos e culturais com nomes significativos estão localizados. Observação: o clima e outros fatores fora de nosso controle podem influenciar as atividades durante a viagem de campo.

Áreas / níveis de aprendizagem

Ciências Sociais: Estudos Sociais Níveis 3-5, Geografia Níveis 6-8 Estudos Sociais: Lugar e Meio Ambiente Nível 5 Tecnologia Níveis 3-5

Visão, Valores, Competências Chave, Princípios, Alfabetização e Numeracia

Por sua natureza, as viagens de campo LEARNZ se integram aos níveis mais altos do Currículo da Nova Zelândia. A participação incentiva o desenvolvimento das competências-chave em torno de pensar, usar a linguagem, símbolos e texto, gerenciar a si mesmo, relacionar-se com os outros e participar e contribuir. Os professores indicam isso em depoimentos. As viagens de campo do LEARNZ têm apoio e atividades para a Alfabetização, com oportunidades para desenvolver habilidades de escuta, leitura e visualização e fala, escrita e apresentação. Mais sobre LEARNZ como um recurso de leitura e oportunidades de escrita do aluno com LEARNZ. As viagens de campo da Select LEARNZ têm suporte e atividades para Numeracia, incentivando o desenvolvimento de habilidades em Números e Álgebra, em Estatística e em Geometria e Medição.

Além de fornecer material visual e de áudio e acesso a experiências reais, o LEARNZ se relaciona bem com os Princípios ESOL, especialmente Princípio 3 Manter e tornar explícito os mesmos resultados de aprendizagem para todos os alunos. Como posso tornar a lição compreensível para todos os alunos? Como posso planejar as tarefas de aprendizagem de modo que todos os alunos estejam ativamente envolvidos? Meus alunos entendem os resultados da aprendizagem? Princípio 4 Comece com tarefas inseridas no contexto que tornam o abstrato concreto. Como posso colocar esses conceitos em um contexto concreto?

O que há em um Field Trip

Cada viagem de campo LEARNZ tem seu próprio site recém-construído e independente, pronto para integração em seu programa de ensino e aprendizagem. Apoio ao Professor tem integração curricular, recursos, newsletters, suporte e avaliação. Prepare os alunos oferece oportunidades para a investigação do aluno em dois conjuntos de páginas de fundo ricas em imagens em níveis de leitura com 2 anos de intervalo (os alunos podem clicar para que essas páginas sejam lidas para eles em voz alta), atividades interativas on-line e outras atividades para verificar a compreensão dos alunos e um glossário . Durante a viagem de campo há acréscimos diários, como um diário, videoclipes, perfis dos especialistas (ideal educação de carreiras), uma galeria de fotos, tweets ao vivo no Twitter e atualizações da página do embaixador (mascote). As webconferências ao vivo em nossa plataforma de zoom de nível empresarial podem ser escaladas para permitir que vários professores gerenciem os alunos, colocando perguntas preparadas e espontâneas para os especialistas (gravadas para repetição). Depois da viagem de campo, os professores são encorajados a tomar outras medidas com sua classe na comunidade ou a fazer uma viagem de campo relacionada, ou a convidar um orador convidado, ou a apresentar o que aprenderam a uma assembleia escolar ou a um grupo mais amplo. Os professores também preenchem uma avaliação online (mais sobre a prática reflexiva), o vencedor do prêmio da viagem de campo é sorteado e o boletim informativo final é enviado. O conteúdo permanece online para uso contínuo.

Como os professores usam LEARNZ

Veja alguns dos mais de 1.000 comentários de professores em depoimentos. Existem duas maneiras principais de os professores usarem uma viagem de campo virtual LEARNZ com sua classe. Em primeiro lugar, uma viagem de campo LEARNZ é idealmente um envolvente, experiência de aprendizado on-line envolvente, síncrona com tempo real componentes e uma infinidade de oportunidades para professores e alunos. Em segundo lugar, e menos ideal, mas ainda eficaz, uma viagem de campo LEARNZ pode ser usada como um retrospectivo experiência em que os recursos como fotos, texto, atividades, vídeos e audioconferências / webconferências constituem uma coleção única de material de ensino e aprendizagem autêntico e contemporâneo da Nova Zelândia.

E agora

Não registrado com LEARNZ? Você é um professor registrado na Nova Zelândia ou Provisoriamente registrado no site do Conselho de Ensino da Aotearoa Nova Zelândia? Registre-se gratuitamente com LEARNZ Now.

Já está registrado no LEARNZ e ativou sua conta? Faça login em seu Painel de Controle MyLEARNZ pessoal e depois inscreva suas aulas sem nenhum custo em viagens de campo. Observação: A inscrição é necessária apenas para o ano atual e futuro viagens de campo.

Registrado, mas precisa de ajuda? Verifique seu e-mail para obter instruções de ativação - entre em contato conosco se a mensagem não chegar à sua caixa de entrada de e-mail. Faça logon no MyLEARNZ. Vá para Usando LEARNZ.

Professores - Perdeu sua senha? Recupere aqui.

Viagens de campo:
Anterior | Próximo | Tudo
Vídeo introdutório para esta viagem de campo: Assista, incorpore ou compartilhe no Vimeo ou clique abaixo para assistir aqui.


Conheça Shelley, sua professora de viagem de campo do LEARNZ

limite, mapas cadastrais, Canterbury, Christchurch, terremotos, navegação eletrônica, foco futuro, questão geográfica, nomes geográficos, geoespacial, GIS, governo, GPS, infraestrutura, laser, lidar, informação baseada em localização, mapas, medição de elevação, perspectivas, serviços , padrões espaciais, variação espacial, subdivisão, levantamento, tecnologia, mapas topográficos


O RFID conectado ao InfraMarker faz toda a diferença

Quando marcados com etiquetas RFID, os trabalhadores de campo não precisam mais adivinhar em qual ativo trabalhar. Eles podem simplesmente fazer com que os ativos se identifiquem com uma leitura rápida da etiqueta RFID. Assim que identificarem o ativo no qual precisam trabalhar, o formulário certo aparecerá e eles poderão concluir o trabalho e seguir em frente.

Os marcadores habilitados para RFID do InfraMarker conectam diretamente os mundos físico e digital de uma forma que oferece gerenciamento de ativos rápido, preciso e auditável. Essa abordagem se encaixa em fluxos de trabalho de campo existentes enquanto aproveita as plataformas GIS / Gerenciamento de ativos existentes. O InfraMarker conecta ativos de infraestrutura específicos a seus registros digitais exclusivos, fornecendo dados precisos, auditáveis ​​e acionáveis ​​para gerentes de ativos, geralmente em tempo real.

O gerenciamento de ativos habilitado para RFID não apenas garante que o gêmeo digital seja preciso, mas também gera uma trilha de auditoria que atende aos regulamentos da EPA para conformidade.

Esta solução simples agora está sendo usada para todos os tipos de ativos de infraestrutura em todo o país, incluindo ativos de águas pluviais municipais.

Veja um vídeo rápido de como o InfraMarker Connected RFID funciona para marcar e gerenciar ativos de águas pluviais aqui.


Software Edge 520 Plus versão 5.70 de 09/11/2020

par Monique Dim 17 de junho de 2018 - 10:03

Borda 520 Plus, versão do software : ICI

Tuto pour effectuer la mise à jour via WebUpdater: [Vous devez être inscrit et connecté pour voir ce lien]

Nota: Pour le Edge 520 "normal", voir [Vous devez être inscrit et connecté pour voir ce lien]

Histórico de mudanças:

Alterações feitas da versão 5.60 a 5.70 (09/11/2020):
Ativação de curso fixo

Alterações feitas da versão 5.50 a 5.60 (13/08/2020):
Fez várias melhorias de estabilidade do dispositivo

Mudanças de 5,40 para 5,50 (13/05/2020):
Corrigido um problema em que o mapa ficava verde ao mudar do modo diurno para o noturno.
Tratamento fixo para metas de treino que são definidas como uma porcentagem de [Vous devez être inscrit et connecté pour voir ce lien]
Foi corrigida a queda do sensor de velocidade que poderia ocorrer ao usar um treinador interno.
Diversas melhorias integradas para sensores ANT.
Aborde o estouro de inteiros e as vulnerabilidades de verificação de limites na máquina virtual CIQ.

Alterações feitas da versão 5.30 a 5.40 (26/04/2020):
Reverta para o software 5.20 à medida que investigamos relatórios de problemas de conectividade do sensor em 5.30

Alterações feitas da versão 5.10 a 5.30 (03/04/2020):
Corrigido um problema com a conectividade do sensor.
Reverte as alterações feitas em 5.30 que podem ter causado problemas de conectividade do sensor.
Corrigido um problema em que o mapa ficava verde ao mudar do modo diurno para o noturno.
Corrigido um problema que causava desconexões do radar da bicicleta.
Tratamento fixo para metas de treino que são definidas como uma porcentagem de [Vous devez être inscrit et connecté pour voir ce lien]
Foi corrigida a queda do sensor de velocidade que poderia ocorrer ao usar um treinador interno.
Diversas melhorias integradas para sensores ANT.

Alterações feitas da versão 4.20 a 5.10 (15/10/2019):
Atualizado para o Connect IQ versão 3.1.
Corrigido o problema em que alguns planos de treinamento perdiam os treinos.
As atividades corrigidas não carregavam quando salvas fora de uma conexão de telefone.
Corrigido um problema de pareamento com telefones MotoX.
Campo de dados da bateria DI2 corrigido mostrando -1%.

Alterações feitas da versão 4.10 a 4.20 (05/06/2019):
Corrigido um acidente que poderia ocorrer ao andar com um sensor de cadência.

Alterações feitas da versão 4.00 a 4.10 (05/07/2019):
Adicionado suporte para mapa panorâmico e zoom.
Adicionado suporte para sensores de deslocamento de 12 velocidades.
Corrigidos problemas de campo de dados ao usar um sistema de mudança sem desviador dianteiro.
Corrigido o problema em que o radar não se reconectava automaticamente após ser desconectado por mais de 2 minutos.
Modos de luz RTL510 e RTL500 atualizados para os modos Automático e Trilha.
As luzes Varia corrigidas não ativavam ao iniciar uma atividade.
Fiz várias melhorias na IU de detalhes do sensor para medidores de energia Vector 3.
O campo de dados de equilíbrio de potência médio corrigido não estava funcionando corretamente.
Adicionada a opção de escolher o tom de alerta do radar.
Corrigido um problema em que a configuração do idioma do dispositivo por meio do Garmin Connect resultava no padrão de idioma de volta para o inglês.
Corrigido um problema em que passar pelo fluxo da tela de dados ativava automaticamente a tela.

Alterações feitas da versão 3.00 a 4.00 (01/09/2019):
Novo recurso beta: satélites Galileo. Agora há suporte para usar a rede de satélites Galileo para auxiliar na obtenção de pontos de GPS. Com o firmware GPS correto, esta opção pode ser habilitada selecionando GPS + Galileo na configuração GPS. Sincronize o dispositivo com o Garmin Express para garantir que a nova linha de firmware do GPS seja fornecida ao dispositivo. Sem isso, a opção não estará disponível.
Adicionado suporte de dinâmica de ciclo para sensores de energia de terceiros.
Categorias de notificação inteligente atualizadas. Nas configurações do telefone, categorias sociais e outras categorias de notificação inteligente podem ser ativadas. Isso fará com que o Edge mostre notificações de outros aplicativos, dependendo de como eles são categorizados pelo Garmin Connect Mobile. Aplicativos como WhatsApp, GroupMe e Twitter podem aparecer em redes sociais e coisas como e-mail, calendário e notícias podem aparecer em outras. Essas categorias estão desativadas por padrão e devem ser ativadas para serem vistas.
Corrigido um problema que causava perda de cadência e dados de energia.
A IU do treinador interno foi atualizada para desabilitar adequadamente o GPS quando ativado e não tentar mais calcular as rotas enquanto estiver ativo.
Corrigido o problema em que os dados de FTP não eram carregados para o Garmin Connect corretamente.
Atualizadas as páginas de FTP para serem mais intuitivas para entradas de botão.
Corrigida a falha ao fazer um cálculo com a rota automotiva selecionada.
Adicionada capacidade de selecionar campos de dados CIQ na página do mapa.
Adicionado prompt para indicar quando um curso tem mais pontos de curso do que os suportados pelo dispositivo.
Corrigido o problema com a transmissão de informações da marcha dianteira e traseira para o Varia Vision.
Adicionada a capacidade de interromper o curso na página de revisão do curso ativo para facilitar a reativação de um curso.
Adicionada dica à página de controle de luzes da bicicleta para indicar que a página é apenas para exibir dados e que o controle das luzes requer um Varia Remote.
Falha corrigida ao usar Varia Vision com exercícios.
Corrigido o problema em que o campo de dados do GPS não correspondia ao GPS indicado pela barra de status.
Corrigido o problema ao sair do modo de armazenamento em massa que poderia causar um travamento.
Adicionada a versão atual do software à página inicial.
Problemas corrigidos com transferências de dispositivos.
Concluir um segmento agora ligará a luz de fundo.
Adicionada uma escala mínima à página do altímetro para que pequenos intervalos de elevação sejam refletidos corretamente.
Corrigido o problema de zoom de elevação com grandes cursos / atividades / segmentos (> 100mi ou km).
Tom de radar atualizado para ser mais fácil de ouvir.
Corrigido o desenho do ícone de sublinhado no teclado.
Corrigido um pequeno problema causado pela revisão de um registro pessoal.
Pequenas melhorias gráficas.
Pequenas correções de bugs e melhorias de estabilidade.
Pequenas melhorias de CIQ.

Alterações feitas da versão 2.60 a 3.00 (28/08/2018):
Novo recurso: Adicionado suporte para Connect IQ 3.0.
Novo recurso: Physio TrueUp for Biometrics. Se ativado, o tempo de recuperação e o VO2Max de ciclagem serão sincronizados entre os dispositivos Garmin compatíveis com TrueUp. Isso requer a ativação do recurso no Garmin Connect Mobile ou no Garmin Connect web. Para ver o estado de ativação atual, uma nova página Opções de Minhas Estatísticas está disponível em Menu> Minhas Estatísticas> Opções. Observe também que o dispositivo não exibe atividades de outros dispositivos, mesmo que o texto de ajuda de outros serviços diga isso.
Adicionado suporte aprimorado para a luz traseira do radar Varia RTL510. Como parte disso, todo o código de processamento do sensor ANT foi aprimorado e deve ser mais confiável.
Os valores da Potência Limiar Funcional (FTP) e da Freqüência Cardíaca do Limiar de Lactato (LTHR) devem ser mais precisos e em linha com outros dispositivos agora.
Corrigida a falha que poderia ocorrer ao alternar os perfis de atividade no meio de um passeio.
Atualizada a IU de upload de atividade manual. Ele não estará mais disponível se a configuração de upload automático no GCM estiver desativada, pois isso impede o GCM de aceitar nosso upload. Se o upload automático estiver habilitado, ele deve refletir corretamente o sucesso quando o upload for concluído.
Adicionada IU para informar os usuários sobre o impacto das configurações de brilho e luz de fundo na vida útil da bateria.
Adicionada dica para lembrar os usuários de remover sua conexão bluetooth das configurações do telefone após executar uma ação de esquecer o telefone.
Para uma entrada mais fácil pelo teclado, os valores de FTP inseridos são limitados a 999 para que, após inserir 3 dígitos, o cursor salte para o botão aceitar automaticamente.
Corrigido o problema com o dispositivo em que entrar no armazenamento em massa de um estado desligado pode fazer com que o Garmin Express ofereça uma atualização de mapa que o dispositivo não precisa.
Corrigido o problema em que entrar no modo de armazenamento em massa às vezes era detectado como um dispositivo não reconhecido até desconectar a unidade e tentar novamente.
Corrigidos problemas que impediam as transferências de dispositivo para dispositivo de serem concluídas e melhorias no fluxo de conexão.
Movidas as entradas principais para a liberação da tecla, em vez do pressionamento da tecla. Isso permite que os aplicativos CIQ que exigem isso funcionem corretamente e não afetem de forma perceptível outras operações.
Evite desligar enquanto estiver em um aplicativo Connect IQ. Desligar nessa situação pode fazer com que o dispositivo fique em um estado ruim, de modo que o desligamento manual será bloqueado para corresponder a outros dispositivos Edge.
Corrigida possível falha na página da bússola.
Corrigido o problema em que o VO2 máximo podia ser corrompido.
Corrigido o problema ao renovar a conexão do telefone (não comum) que fazia com que o Edge e o telefone se esquecessem após uma reinicialização.
Corrigida possível falha ao processar prompts de áudio.
Melhoria da IU de notificação inteligente de chamadas perdidas para mostrar o número de telefone de forma mais confiável em vez de 'Desconhecido'.
Limpei algumas das notificações encontradas por sensor que podem ocorrer no meio de um passeio.
Corrigido o problema em que o modo de exibição estendido podia travar quando um campo de velocidade vertical com unidades de metros por segundo era configurado.
Corrigidos avisos de bateria fraca para radares quando conectados como um radar e não incluídos em uma rede leve.

Alterações feitas da versão 2.50 a 2.60 (06/06/2018):
Novo recurso beta: modo de exibição estendido. Menu> Configurações> Modo de exibição estendido permitirá que o dispositivo Edge atue como uma visão estendida de um relógio multiesportivo Garmin compatível e campos de dados # 8217s durante uma atividade de vários estágios, como um triatlo. Consulte & # 8220Configurando o modo de exibição estendido & # 8221 no Manual do Proprietário e # 8217s para obter mais detalhes.
Notificações inteligentes: [Somente Android] notificações de fontes adicionais baseadas em texto, como Google Hangouts, agora serão mostradas no dispositivo. A resposta a eles deve ser enviada de forma adequada por meio do aplicativo esperado.
Notificações inteligentes: as notificações que pareciam desatualizadas ou que não estão sendo exibidas no telefone não devem mais ser exibidas no dispositivo.
Notificações inteligentes: notificações de fontes de texto e telefone serão descartadas automaticamente quando não forem mais relevantes.
Orientação de curva: corrigido o problema em que as instruções de curva não eram exibidas de forma consistente durante o uso de mapas 2018.10.
Corrigido o problema em que o tempo de avanço / atraso do Virtual Partner estava incorreto quando a pausa automática estava ativada.
Corrigido o problema em que os prompts de mudança de direção não eram apagados até que o Varia Radar não tivesse mais alvos ativos.
Corrigido o problema em que o dispositivo não desligava corretamente.
Corrigida falha potencial ao montar um segmento contra alguém com um nome muito longo.
Corrigido o problema em que pressionar o botão OK em um recálculo de rota solicitado não funcionava.
Adicionado ícone eBike à página da barra de status na lista de sensores emparelhados.
Foi corrigida a discrepância entre o vento exibido na previsão do tempo por status e a página inteira do tempo.
Adicionadas informações adicionais à página de informações de direitos autorais.
Foi corrigido o truncamento incorreto dos nomes dos pontos do curso na página da lista de pontos do curso e no mapa.


Software Edge 830 versão 8.10 de 18/06/2021

par Monique 9 de março de 2019 - 8:10

Versão do software Edge 830: ICI (sur fóruns Garmin US) ou LÀ (mais site de Garmin pas à jour)

Tuto pour effectuer la mise à jour via WebUpdater: [Vous devez être inscrit et connecté pour voir ce lien]

ou Instruções para suivre pour les fichiers postés sur le forum US:

Alterações feitas de 8,00 a 8,10 (18/06/2021):
- Corrigido o erro "O aplicativo Trailforks Connect IQ não está armazenado no dispositivo".

Alterações feitas de 7,10 a 8,00 (06/10/2021):
Encaminhamento de Curso
- Maior velocidade de roteamento do curso.
- Adicionado cache de rota de curso automático.
Mapa
- Melhor visibilidade e contraste do mapa com novos temas de mapa.
- Adicionada uma camada de popularidade para destacar as estradas que os usuários Garmin mais percorrem.
- Adicionadas setas direcionais para rotas, cursos e linhas de história.
Telefone
- Adicionada sincronização inteligente antes de uma atividade.
- Adicionado um botão Sincronizar agora ao widget de configurações e ao menu Recursos conectados> Telefone.
Biblioteca do Firstbeat atualizada para várias melhorias e correções de bugs, incluindo uma correção para estatísticas de treinamento sendo redefinidas em uma atividade de vários dias.
CIQ
- Corrigido problema com sensores BLE em campos de dados CIQ após despertar o Edge do modo de hibernação.
- Corrigido o problema em que os controles de atividade não funcionavam em um aplicativo CIQ.
- Experiência de configurações de campo de dados CIQ aprimorada, sempre avisando ao adicionar um campo de dados CIQ com capacidade de configuração.
- Aumento do tamanho da fonte para mensagens de fundo do aplicativo.
- Corrigido outros problemas menores.
Vários problemas de inReach corrigidos.
Gerenciamento aprimorado do sensor de modo duplo Garmin.
Melhor calibração do medidor de energia e atualizações de software.
Melhorou a página de dinâmica de ciclismo.
Aumento do número máximo de etapas de treino de 50 para 100.
Combinado os campos de dados de Potência Alvo e Resistência do treinador interno em um único novo campo de dados "Valor do Modo do Treinador" que mudará dinamicamente o título e o valor com base no modo do treinador atual entre as opções de Potência Alvo, Inclinação e Resistência.
Adicionado suporte para incluir calorias metabólicas nas calorias totais relatadas no campo de dados de calorias e registradas no arquivo de atividade.
Calibração de elevação manual fixa.
Corrigido o problema com segmentos Strava em branco aparecendo no widget Segment Explore.
Pequenos bugs corrigidos.
Estabilidade aprimorada do dispositivo.

Alterações feitas das 7h00 às 7h10 (02/09/2021):
Corrigido o problema que impedia a aquisição de certificados de Wi-Fi.

Alterações feitas de 6,20 a 7,00 (17/11/2020):
CIQ:
-Adicionado suporte CIQ 3.2.
- Adicionada criptografia para widgets CIQ e campos de dados.
- Adicionados alertas de campo de dados CIQ.
- Adicionado suporte de sincronização BLE para o aplicativo Connect IQ.
-Adicionada suporte de informações de treino CIQ.
Treinamento interno:
- Adicionado widget de treinador inteligente que inclui controles Tacx Road Feel.
-Corrigidos problemas com controles de grau, potência e resistência para treinadores inteligentes.
-Pontos de curso fixos para passeios de instrutor indoor.
-Adicionou o Parceiro Virtual à página do mapa ao seguir o curso ou atividade no treinador interno.
-Corrigido bug de banner de volta na página de controle de grau de treinador.
- UX de treino de instrutor interior melhorado.
Configuração simples:
- Adicionado suporte de configuração simples. Transfira perfis de atividade e sensores antigos do Garmin Connect durante a configuração inicial.
Livetrack:
- Livetrack acionado por dispositivo adicionado.
- Compartilhamento de curso adicionado.
FTP:
- Maior confiabilidade da detecção automática de FTP.
- Adicionado tom ao final do teste de FTP para notificar o usuário da conclusão.
-Página de visualização de treino de teste de FTP corrigida.
Corrigida a falha ao atualizar o software do sensor.
Corrigido o problema com prompts de alerta inteligentes para comer e beber.
Correção de bugs de conclusão de segmento.
Corrigido bug no cálculo do Fator de Intensidade.
Corrigida a desativação da rede de luz de retenção durante o ciclo de energia.
Adicionadas instruções para emparelhar um radar no menu de pesquisa do sensor de radar.
Correção de outros pequenos bugs e travamentos da IU.

Alterações feitas de 6,00 a 6,20 (14/09/2020):
Corrigido o problema com o acúmulo de subida.

Alterações feitas da versão 5.50 a 6.00 (20/08/2020):
Segmentos:
-Corrigido problema com a detecção de segmentos que estavam indo na direção oposta da viagem
- Melhor segmento e cooperação ClimbPro UI
- Corrigidos problemas ao abordar um segmento incorporado em um curso e outros problemas menores de interface do usuário
-Corrigido problema em que os parceiros virtuais do segmento afirmavam estar concluídos quase imediatamente após o início do segmento
ClimbPro:
-Melhorou o tempo estimado para o final de uma escalada ClimbPro
-Fixed ClimbPro page graph drawing
-Fixed issue where disabling "Pop-up on Climb Approach" would disable ClimbPro completely
Improved iPhone pairing
Improved sensor connectivity
Improved automatic FTP detection
Added Go Back, Pause, and Go Forward workout step controls to the workout tray
Added option to delete a data field in quick edit mode. Access by pressing and holding a data field on a timer page.
Improved grit and flow consistency between Garmin products
Improved bike light connection stability
Fixed bike alarm not turning off after correct password was entered
Fixed radar vehicle drawing temporarily not updating
Added a shortcut to the display menu by pressing and holding the Auto Brightness button on the status widget
Added a toggle for MTB map theme
Improved MTB trail search UI
Fixed issue where history line wasn't updated while panning in the map
Fixed issue with the number of power zones displayed post ride
Fixed dual sided power meter calibration factor reporting only one side
Fixed Firstbeat metrics for multiple rides during the same power cycle
Fixed Training Effect UI layout
Removed unnecessary beeps for notifications that don't need them
Fixed timezone map downloads from WiFi
Fixed issue with power targets in TCX workouts
Made various device stability improvements

Changes made from version 5.10 to 5.50 (20/05/2020):
Indoor Riding Improvements:
- Added the ability to set system time using WiFi or Bluetooth when GPS is not available.
- Added a Free Ride indoor trainer mode that enables the trainer to be set to a target grade.
- Add the ability to set target grade in the context menu for Indoor Trainer rides.
- Added a 'Remind Me' prompt for the trainer search.
- Made a change so LiveTrack is not started automatically for indoor or virtual activities.
- Prevent light network from forming indoors.
ClimbPro Improvements
- Added grade coloring to the elevation plot on the segment page.
- Changed the Time to Destination data field to show estimated time to the top of the climb if ClimbPro is activated.
- Fixed an issue with cumulative ascent and ClimbPro not working properly when a course is transferred from Garmin Connect.
- Fixed incorrect category colors on the ClimbPro page.
- Fixed an issue where some short climbs were not detected.
Made Mountain Bike feature settings available in all activity profiles to allow for Grit, Flow, and Jump data metrics to be enabled if desired. These remain turned off by default for all non-MTB profiles.
Added the ability to configure the minimum ride length that should prompt for Nutrition/Hydration intake.
Added the ability to customize the activity track color on the map.
Fixed an issue where GPS satellites were lost more often than they should be.
Improved Bluetooth friendly names to include BLE and BT so they can be distinguished from each other.
Fixed an issue that could cause unit-to-unit transfers to fail.
Fixed an issue with OSM roundabouts giving incorrect guidance.
Fixed an issue where routing to points that are not in the road network could create very long routes.
Fixed an issue where the Course Creator out-and-back was not working properly.
Integrated the ability to use cached weather data for Firstbeat analysis.
Updated the turn review map page so the distance on the top left of the screen updates and the data field on the bottom left shows Heading.
Only alert for LiveTrack auto start timeout once per activity.
Made OK the first response for LiveTrack and Text Message response prompts to minimize interaction while riding.
Improved the Reset HR Zones and Reset Power Zones behavior to only reset the zones and not the Max HR value or [Vous devez être inscrit et connecté pour voir ce lien]
Made it easier to switch between the month/week view in the Training Plan calendar page.
Fixed the alert sound not working when a workout is complete.
Fixed false level of timer precision on Garmin segments.
Added letters to the Polish keyboard to make it easier to type words in other languages.
Fixed an issue on the keyboard that could cause the device to shut down.
Fixed handling for long course names.
Fixed an issue that kept the device from fully suspending.
Fixed an issue where the device could falsely report that it was fully charged after coming out of suspend mode.
Fixed an issue that could cause the device to lock up.

changes made from version 5.00 to 5.10 (13/12/2019):
Fixed an issue with Connect IQ apps and data fields that could cause device instability.
Fixed an issue where sensors would not connect to Connect IQ data fields after powering on the device.
Fixed an issue where data could be missing from segment FIT files.

Changes made from version 4.10 to 5.00 (23/10/2019):
Added support for Connect IQ 3.1.
Added support to control Garmin inReach remotely.
Made improvements to the indoor cycling user experience.
- Improved smart trainer discovery and initial setup experience when using an Indoor activity profile.
- Improved the Follow Course experience by enabling UI (map, ClimbPro, Elevation, etc) and data recording from the simulated course.
- Made improvements to smart trainer sensor calibration.
Made improvements to the workout user experience.
- Added FTP line to workout comparison displays.
- Allowed graphical workout data fields to be configured on regular data screens.
-Improved the display for open steps on the workout comparison graph.
Made improvements to the ClimbPro user experience.
- Made ClimbPro available for navigation to a location.
- Added a setting in the ClimbPro data screen setup to specify which climbs should be detected (All, Medium/Large, Large Only).
- Removed the ClimbPro page from the timer loop if there are no climbs left in the ride.
Made improvements to the Segment user experience.
- Fixed an issue where segments with slashes in the name would not be processed and would create subfolders on the file system.
- Fixed an issue where the segment leader could get reset during a sync.
- Added setting in the Segments menu to set a Default Leader Priority, which allows the user to set a default leader to apply to all segments.
Fixed an issue with pairing to iPhone 11.
Added pressure filter in order to improve elevation recording.
Fixed an issue where activities could report inaccurate distances if GPS was acquired after the activity started.
Improved Firstbeat heat acclimation by utilizing weather forecasts.
Added ability to render Hebrew text for incoming smart notifications. This requires additional font files that can be downloaded through Garmin Express.
Fixed issues with the map zoom level not being set correctly.
Fixed an issue where Battery Save Mode could stop working mid-ride.
Added jump prompts for each jump in cases where there are multiple jumps in a row.
Fixed issues with the heart rate graph data field.
Fixed an issue that caused Auto Detect Max HR to always be enabled.
Improved the y-scaling on the elevation profile.
Added directional arrows for round trip courses.
Fixed cosmetic issues with Extended Display mode.
Added additional info to the nutrition/hydration settings page.
Turned backlight on when the user laps or there is an autolap during an activity.
Automatically sized the text in the elevation data field.
Improved overall device stability by fixing crashes and freezes.

Changes made from version 3.50 to 4.10 (07/08/2019):
Made visual improvements to ClimbPro, including more granular coloring on the ClimbPro chart and the ability to preview future climbs.
Made ClimbPro a separate screen in the timer loop, so the elevation screen is still available during a climb.
Fixed issues with ClimbPro that caused the climb or list screens to display improperly.
Added new ClimbPro messages to activity FIT files.
Changed the Incident Detection setting to be set for each activity profile, and defaulted the setting to OFF for Mountain and E-Mountain profiles where false positives can be more likely due to terrain and riding style.
Fixed an issue where Incident Detection could get re-enabled if the user has emergency contacts listed in Garmin Connect.
Fixed an issue where prompts could appear over the Incident Detection alert, so it could not be acknowledged by the user.
Added the ability to disable the ForkSight page that appears when you stop during a Mountain activity.
Added the ability to turn off Grit, Flow, and Jump recording in FIT files for Mountain and E-Mountain activity profiles.
Added the ability to turn off jump alerts in Mountain and E-Mountain activity profiles. Jumps will still be recorded in the FIT file but you will not be alerted during your ride.
Improved the MTB Navigation interface to utilize the new Riding Area and parking lot data available in the 2019.10 Trailforks map.
Fixed an issue where the map zoom and orientation were not properly returning to their original values after the ForkSight page was displayed in a Mountain activity.
Fixed some map drawing issues with the latest 2019.10 Trailforks maps.
Started using 7-day GPS ephemeris data instead of 3-day data, to improve positioning when new ephemeris data is not available.
Added protections against injecting bad GPS ephemeris data that could come from older versions of Garmin Express.
Fixed issues with popularity routing.
Fixed an issue that could cause the device to generate large activity files and freeze during navigation.
Fixed an issue where the battery would not charge to 100%.
Increased the minimum sharp bend warning speed to 15mph.
Fixed an issue causing erroneous FTP values.
Modified the FTP test to lap at the end instead of stopping the timer so the ride will continue to record when the test completes.
Fixed incorrect automatic gear selection for Di2 shifters.
Fixed an issue where Di2 battery empty was improperly reported as eBike battery empty.
Fixed issues with the cycling dynamics page.
Added the ability to choose between two different radar tones.
Fixed a display issue with the power zone chart.
Fixed some display issues with the lap summary data screen.
Improved the interface for editing data fields on the map screen.
Added extra layout options to the map page to support a larger elevation profile.
Made improvements to the elevation profile for segments embedded in a course.
Fixed an issue where Connect IQ data fields could only be added to the current activity profile.
Improved LiveTrack reliability and added better user feedback to convey the LiveTrack status.
Improved overall device stability.

Changes made from version 3.20 to 3.50 (26/06/2019):
We have made changes to prioritize ANT+ connections in the sensor search UI and highly encourage anyone having sensor or phone connectivity issues to remove and reconnect all of their sensors.

We recommend using the ANT+ connection on a sensor with your Garmin devices. There are no customer facing benefits to using the BLE connection unless that is the only option for the sensor to be used and there are often additional features to be gained by using ANT+ with a Garmin device. We see the main customer benefit of a BLE connection on a sensor to be for usage with indoor training apps running on smartphones, tablets, or home desktops at this time.
Fixed a connectivity issue that could cause ANT+ or BLE sensors to lose connection and never reconnect.
Fixed an issue with Bluetooth communication that was impacting phone connectivity and device power down stability.
Fixed a shutdown that could occur when calculating a route.

Changes made from version 2.50 to 3.20 (21/05/2019):
Made several improvements to ClimbPro.
Made visual and algorithmic improvements to smart Nutrition and Hydration alerts.
Muted the map colors in the Mountain Bike activity profile to make trails more visible.
Added support for Respiration Rate to be recorded in FIT files and reported in Garmin Connect.
Added the Workout Comparison chart as a data field so it can be added to any data screen.
Made improvements to phone sync logic.
Improved the data field category organization.
Added the ability to hide data screens.
Added better handling for multiple workouts on the same day.
Added support for Find Workout and Find Course options in the Controls menu.
Added the ability to sort Course and Workout lists.
Enlarged the battery status icons in all scenarios so they can be more easily seen.
Display Grit in kGrit (thousands of Grit units) to make the number more readable since it can get very large.
Created the jump summary page for the end of a ride, and added a jump summary to the ForkSight feature during a mountain bike activity.
Improved the ability to keep GPS ephemeris data up-to-date, for faster satellite acquisition and better positioning.
Fixed some issues that could keep the Bike Alarm from deactivating properly.
Added a new tone for the Bike Alarm feature.
Turned off autolap by default in Indoor activity profiles.
Added better handling for shifters, including 12-speed shifters and shifters with no front derailleur.
Made several cosmetic improvements.

Note de Monique : La version 2.50 semble être la version initiale de ce GPS.


Our Tracks4Africa GPS maps are only compatible to Garmin GPS devices only.

Requirements for your GPS to be compatible with our maps:

  • Must be able to read Garmin maps
  • Must be able to receive maps (a SD card slot is not a requirement)
  • Should be able to receive automotive maps from PC /Mac

Examples of Compatible Garmin Devices: (ie. please note there are many more compatible Garmin Devices, these are just a few examples. Some may be outdated. All new Garmin Devices should be compatible with Tracks4Africa Maps).

  • Garmin Aera Range:
    • We have not been using this specific unit ourselves but that from what we can see it should work as the unit allows you to add maps and it has street navigation.

    Incompatible Garmin Devices:

    • Garmin Edge 820 (ie. If trying to load the T4A GPS Maps onto this device’s internal memory, the T4A GPS Map might wipe the Topo Map that is pre-loaded on the Garmin Edge 820).
    • Garmin eTrex 10 (ie. it cannot handle maps)
    • Garmin Forerunner 610 (ie. Garmin Forerunner 610 does not support any kind of mapping. It is a fitness device not intended for navigation).
    • Garmin Foretrex 401 (ie. it is not a map capable GPS, i.e. it does not have the ability to load maps).
    • Garmin GPSMAP® 60CSx (ie. The T4A GPS Maps on SD card will not work on this unit, as our SD cards are 4GIG, and this unit only accepts data cards of 64MB. Individual Mapsets purchased per region from our online shop will work, taken their sizes do not exceed 64MB. As at 2020 none of our regional maps exceeds 64MB. These maps are then opened in Mapsource/Basecamp (using MapInstall) on the customers PC, where they are then transferred to the connected GPS Device, to an SD Card of size 64MB).
    • GarmininReach Explorer+ (ie. The inReach is actually a repurposed DeLorme unit bought by Garmin and rebranded, however they never changed the firmware to be compatible with Garmin maps, hence the reason our Garmin compatible maps will not work for this device).

    Garmin Devices Discontinued: (ie. Note that Garmin still provides support for these devices)

    • Garmin Drive 50LM (P/N: 010-01532-4B) and Drive 60LM (P/N: 010-01533-4B).
    • Garmin DriveAssist 50LMT (P/N: 010-01541-4A)
    • Garmin DashCam 35 (P/N: 010-01507-04)
    • Garmin DriveSmart 60LMT (P/N: 010-01540-4A)

    Other incompatible devices:

    Tracks4Africa Blog articles for more information:

    32) GPS MAPS: What are Tracks4Africa Maps?

    T4A GPS Maps are a set of 16 regional GPS maps covering most parts of the African continent. If you are a tourist or business traveller and looking for a GPS map to guide you through Africa then you would appreciate the accuracy and detail of T4A GPS Maps.

    T4A GPS Maps can be bought as individual downloads from our website or on a Plug & Navigate SD card from our online store or from most outdoor retailers. See our comprehensive list of retailers. For updates and coverage of our latest maps, see what is new on our latest T4A GPS Maps on the SD Card product on our shop.

    Our maps are constructed from GPS data sourced from the T4A Community of travellers. People like you who record their travel experience and share it with others via our maps.

    Tracks4Africa collects, catalogue and process these data submissions in order to create a very reliable GPS map. Because we can link a name of a data contributor to each place or road on the map our maps are trusted for its high level of integrity.

    Our uniquely African GPS maps are routable in most parts of Africa and can in fact give you turn-by-turn directions from Cape to Cairo. Do not expect complete wall-to-wall coverage from our maps. We only map places that are relevant to travellers and we endeavour to construct the safest routable GPS maps in Africa.

    33) GPS MAPS: CHOOSING A GPS FOR TRACKS4AFRICA MAPS

    Our Tracks4Africa GPS maps are only compatible to Garmin GPS devices.

    Requirements for your GPS to be compatible with our maps:

    • Must be able to read Garmin maps
    • Must be able to receive maps (a SD card slot is not a requirement)
    • Should be able to receive automotive maps from PC /Mac

    The choice of a GPS can be daunting and it is based on a couple of questions (ie. Compiled by T4A Directory, Johann Groenewald: 2015):

    • Will you use it in the car only? Or, would you want to use it for hiking or MTB as well? If so, look for something with replaceable AA batteries and robustness. This is typically your Oregon and GPSMap62 ranges. If you would use it in the car only, look at the Nuvi range. The Nuvi500 is sold as an offroad GPS because it is waterproof, but it really is not necessary to have a waterproof GPS in your car. If the dash is under water you have far more serious problems than a GPS to worry about…
    • Do you intend using the GPS on a motorbike? If so, you want something waterproof and purpose built. Look at the garmin Zumo range – Garmin Zumo range is the BMW bike range and comes with glove friendly interface, bluetooth connectivity etc. Our maps will work on these units. A lot of bikers use the Zumo 660, but there are newer models. See the website: http://www.garmin.co.za/motorcycle_gps.php
    • Do you intend to record tracks with the GPS? All GPS can record waypoints, but only a few can record your tracks. This is handy if you want trace back on a route you have just driven, but only really necessary in extreme off the road driving. T4A maps are based only on such track recordings so we always encourage users to record their tracks and to submit these to us so we can update the maps with more or better data.
    • Do you intend to do city navigation with GPS? i.e. would you be looking for addresses in South Africa cities (they don’t exist outside of South Africa)? We call this ‘pizza delivery’ where a street address is the only thing to go by. If yes, then get (any) GPS loaded with a city map. All Garmin Nuvi’s come with this type of map preloaded and it’s the most cost effective way to get such a map. If you buy an Oregon or GPSMap 62 it will not come with a city navigator map preloaded, in which case you have to factor the cost of such map in separately (normally R1000).
    • Tracks4Africa will be more than adequate for navigation to places in the cities, i.e. to rerecorded points of interest on the maps. We cover camp sites, fuel, lodging and a very extensive range of other features related to travellers on our maps. The further away you from the cities the better our detail becomes.

    The Garmin Nuvi range can be bought for a very good price. You would be looking at anything from R1200 to R4000 and to be honest, there is not much difference between the entry level units and the more advanced ones. The latest craze is things like lane assist, 3D buildings and other city features. These would hardly be of any use to the overland traveller.

    Also note that the Oregon and GPS Map 62 does not give voice guidance. For some people this is not a problem because they mute the voice guidance in any case, but it could become a deciding factor. The Oregon and GPSMap62 is far superior GPS units for the wilderness navigator, so if you intend any hiking or related type of navigation, I would seriously look at these two units.

    • Cost wise – Montana/Overlander/Drive: The Montana is less expensive than the Garmin Overlander, and is very nice GPS to use Tracks4Africa GPS maps on. If you want to go for a cheaper option then look at any entry level Drive unit with a bigger screen. The routing on all of these work the same and these days they all have track recording functions.

    Tracks4Africa Blog articles for more information:

    34) GPS MAPS: WILL I BE ABLE TO INSTALL MY TRACKS4AFRICA GPS MAPS ON MY WINDOWS OR MACBOOK?

    Tracks4Africa maps are compatible with Windows OS systems and Mac OS. Our maps are provided in both these formats for customers to install on their PCs / Macs.

    We have found that the OS X Lion 10.07 and Lion 10.7.5 operating systems are incompatible with our maps. In order to install the T4A maps on your system you will need to upgrade to the latest Mac operating system.

    35) GPS MAPS: HOW DO I UPGRADE MY EXISTING TRACKS4AFRICA MAPS?

    36) GPS MAPS: HOW CAN I SUBMIT DATA TO TRACKS4AFRICA?

    The T4A GPS Maps are built from the collective travel experience of the travelling community. Anyone can join and contribute to the map.

    Then see technical info here on how to extract track and trip logs from your GPS in order to submit to T4A:

    Below are the steps to extract the track log from your Garmin GPS unit onto Garmin MapSource and Garmin BaseCamp.

    GARMIN MAPSOURCE

    Connect your GPS to your PC.

    Click on transfer at the top of your toolbar.

    Select receive from device.

    The following window will open up.

    Tick the boxes of what you would like to receive.

    The data will be listed on the left hand.

    Save it to your desktop by going to File > Save As.Save the file in the file format as Mapsource prescribes ie. .gpx format

    You can then send the saved file to Newdata at Tracks4Africa.

    On GARMIN BASECAMP

    Click on Device on the toolbar.

    Select Receive from Device.

    Select the device name to receive data from and click OK.

    The data received from your GPS unit and imported, will then be listed on the left hand side.

    Save it to your desktop by going to File > Save As.Save the file in the file format as BaseCamp prescribes ie. .gdb format

    You can then send the saved file to Newdata at Tracks4Africa.

    37) GPS MAPS: IS IT POSSIBLE TO SEARCH FOR STREET NAMES ON MY TRACKS4AFRICA MAP?

    T4A maps are not street maps however, you can search for streets that are labelled. Most of the streets in South Africa are included.

    Street names that are labelled on our maps are searchable but you won’t be able to search for a specific street number.

    All Suburbs in South Africa are searchable.

    38) GPS MAPS: WHAT IS GARMIN BASECAMP AND MAPINSTALL AND WHY DO I NEED IT?

    Garmin BaseCamp is an application which enables you to view Garmin compatible maps on your Windows PC and Macintosh, do route planning and transfer waypoints, tracks and routes between your PC/Mac and your Garmin GPS device. This is a FREE application from Garmin and it will eventually replace MapSource.

    Garmin MapInstall is also a FREE application which enables you to transfer Garmin compatible maps on your Windows PC and Macintosh to your Garmin GPS unit. Note that MapInstall is a feature incorporated within Garmin BaseCamp too.

    39) GPS MAPS: WHAT IS GARMIN MAPSOURCE AND WHY DO I NEED IT?

    Garmin MapSource is a FREE application which enables you to view Garmin compatible maps on your Windows PC, do route planning and transfer maps, waypoints, tracks and routes between your PC and your Garmin GPS device.

    MapSource is very similar to BaseCamp, although many people prefer it as it’s easier to use. However, MapSource will eventually be phased out.

    NOTE: You must have Garmin BaseCamp / MapInstall, installed on your PC before you can install Garmin MapSource.

    40) GPS MAPS: IS IT POSSIBLE TO HAVE BOTH THE TRACKS4AFRICA MAPS AND THE STREET MAPS LOADED ON MY GARMIN GPS UNIT?

    Yes, you can have both map sets on your Garmin GPS device, but you may not have them both switched on at the same time.

    Please note that some of the Garmin GPS units have the Street maps pre-loaded on the internal memory of the GPS unit which in some cases can’t be overwritten by sending a new map to the internal memory.

    If your Street maps aren’t pre-loaded on your GPS and you wish to have both the Tracks4Africa maps and the Street maps on your GPS, then you’ll need to transfer both these mapsets simultaneously to your Garmin GPS unit.

    If you don’t have the Street maps loaded on your PC to transfer to your GPS (using Garmin MapSource or Garmin MapInstall) you can transfer our Tracks4Africa maps to a separate SD Card. This will then provide you with the option to have both maps sets available simultaneously on your Garmin GPS unit, which will enable you to switch between the two map sets.

    Please note that you can only have one map set selected at a time otherwise your GPS device will give navigational problems.

    NB! If you bought a SD Card from one of our retailers, then please ensure that your SD Card is registered on our website. We will then have your details on our records and provide you with your upgrade if eligible as well as discounts on our online shop.

    41) GPS MAPS: I HAVE A GARMIN 76CX, 276, 60CSX AND I’M HAVING DIFFICULTIES LOOKING UP A STREET ADDRESS ON MY GARMAP MAPS WHEN THE TRACKS4AFRICA MAPS ARE ALSO ON MY DEVICE. HOW CAN I SOLVE THIS PROBLEM?

    To solve this problem you must have your Street maps and T4A maps on two separate memories. You can have the one on the GPS internal memory and the other one on a separate SD card.

    REMEMBER! Each time a map set is sent to a Garmin GPS the previously loaded maps are erased from the GPS. If your Garmap maps are on your SD card, send your T4A maps to the internal memory on your device and vice versa.

    42) GPS MAPS: I AM UNABLE TO LOCATE ANY POIS ON T4A WITH MY GPS.

    The GPS will only search for POIs (Points of Interest) within a certain radius (typically 1 000km) of your current location and won’t pick up any POIs outside of the radius.

    The way around this is to:

    • Ensure that the T4A maps are the only maps switched on.
    • Set the GPS into Demo mode / Simulation mode. (under Settings > Navigation).
    • Then set New Location to a point closer to the area you want to search for POI’s. Select a New Location by pointing the arrow to a position on the map and select Enter. You will then be able to search for POI’s within the radius of the new location that you have just entered.

    43) GPS MAPS: “A REFERRAL WAS RETURNED FROM THE SERVER” INSTALLATION ERROR WHEN TRYING TO INSTALL T4A GPS MAPS EXE FILE.

    When attempting to install applications in any Microsoft Windows version, some users may experience an error that says “A referral was returned from the server”.

    This is generally due to an incorrect system setting.

    You can find detailed instructions on the internet to bypass this error. We suggest you google for a solution for your particular Windows version eg. “a referral was returned from the server Windows 10”.

    A Windows 10 Fix is typically: To solve this problem, try these steps.

    Fix 1 – Registry Setting:

    Download and run referralfix.zip and run referralfix.reg to automatically apply these changes to your computer.

    • Hold the Windows Key and press “R“.
    • Type “regedit“, then press “Enter” to bring up the Registry Editor.
    • Navigate to HKEY_LOCAL_MACHINE SOFTWARE Microsoft Windows CurrentVersion Policies System.
    • Open “ValidateAdminCodeSignatures” and set “Value data” to “0“
    • Open “EnableUIADesktopToggle” and set the “Value data” to “0“.

    Fix 2 – Group Policy

    • Hold the Windows Key and press “R“.
    • Type “gpedit.msc“, then press “Enter” to bring up the Local Group Policy Editor.
    • Expand “Computer Configuration” > “Windows Settings” > “Security Settings” > “Local Policies” > “Security Options“.
    • Change the “User Account Control: Only elevate executable that are signed and validated.” policy to “Disabled“.

    44) GPS MAPS: I HAVE A GARMIN NUVI GPS UNIT, AND THE POI’S (POINTS OF INTEREST) AREN’T VISIBLE AT A CERTAIN ZOOM LEVEL.

    On the Garmin Nuvi range you will have to zoom into the map to about 30 – 50m to see any POIs displayed. Garmin Nuvis are City Navigators i.e. it won’t display all your POIs at the same zoom level as an outdoor GPS unit would.

    Examples of the map at different zoom levels on a Garmin Nuvi.

    The newer Nuvi units were purposely engineered to limit the amount of POIs that display on the screen to avoid cluttering. Therefore you won’t be able to see all POIs at 80m zoom level. To view POIs (Points of interest) on your GPS, either search for the point under ‘Where To’ (on the main menu) or make a waypoint on the GPS or transfer a waypoint from MapSource / BaseCamp in order to have the POI displayed on the map when viewing.

    45) GPS MAPS: CAN I LOAD MY TRACKS4AFRICA GPS MAP ON A SD CARD BIGGER THAN 8GB?

    Most Garmin GPS units won’t function with an SD cards that has a capacity of more than 8GB, as the memory will be too big for the GPS to handle and you won’t be able to locate the Tracks4Africa GPS Maps on your GPS unit.

    46) GPS MAPS: IS IT POSSIBLE TO GET THE T4A MAP ON MY CELL PHONE IF IT HAS A GPS SETTING?

    Yes, we have an app available for iPhones, iPad’s and Android devices. Tracks4Africa Overland Navigator brings you the Tracks4Africa maps for Southern and Eastern Africa as an app. Once installed and activated via internet connection, the app and content is available offline and can be used without an internet connection.

    The countries covered in this version of the app are: South Africa, Lesotho, Swaziland, Namibia, Botswana, Zimbabwe, Mozambique, Angola, Zambia, Malawi, Tanzania, Burundi, Rwanda, Uganda and Kenya.

    The app itself is based on iGO navigation, provided by NNG. They specialise in developing navigation solutions for mobile, PND and automotive applications.

    The download is approximately 622MB.

    Have a look at our FAQ Page for T4A Overland Navigator – iPhone/iPad/ Android

    Attention iPad Users:

    If you want to take full advantage of the Tracks4Africa Overland navigator you need to have an iPad with a GPS installed. (Note: some iPads only have WiIFiI and no 3G, in which case you will have a problem with our app). What you need to understand is that iPads with 3G also have a GPS receiver built in. The iPads with only WiFi does not have a GPS receiver built in but can still determine your approximate location when in range of a WiFi network.

    This holds true for all iPad models: iPad2, iPad3 and iPad Mini. This information is valid up to August 2014 when this document was written, Apple may in future change how they package their products.

    For a more detailed explanation on this, please read more.

    ANDROID USERS: Please note!

    If you want to take full advantage of the Tracks4Africa Overland navigator now available on the Google Play as well for Android users. Follow this link to the Google Play store:

    47) GPS MAPS: IS TRACKS4AFRICA COMPATIBLE WITH A WINDOWS 7, 8 AND 10 OPERATING SYSTEMS?

    Yes, Tracks4Arica maps are compatible with Windows 7, Windows 8 and Windows 10 Operating Systems.

    48) GPS MAPS: I SUCCESSFULLY INSTALLED THE T4A MAPS BUT, I CAN’T LOCATE THE MAP ON MY PC / MAC?

    To view our Tracks4Africa maps on your PC / MAC, please follow the steps below:

    Go to Start > Garmin Folder.

    Look for Garmin MapSource / Garmin BaseCamp and open it.

    In Garmin MapSource, look for View on the top toolbar > Switch to product > select the map you wish to view on the dropdown menu.

    In Garmin BaseCamp, look for Maps on the top toolbar > select the map you wish to view on the dropdown menu.

    Select Go on the top toolbar > Applications.

    Under Applications select Garmin BaseCamp.

    In Garmin BaseCamp, look for View on the top toolbar > Select > Switch to product > select the map you wish to view on the dropdown menu.

    49) GPS MAPS: I CAN’T SEE MY GPS LISTED ON MY COMPUTER

    If you have an old Garmin GPS unit like a Garmin 276csx and have a computer with a Windows 7, 8 or later operating system, then your PC won’t detect the GPS as it’s too old for the operating system. This applies to the newer Macintosh operating system Maverick as well.

    If you can’t detect the GPS on your PC / MAC whilst having one of the latest GPS units and operating systems, try to install Garmin USB drivers from Garmin’s website:

    50) GPS MAPS: THE T4A MAPS AREN’T VERY DETAILED IN GARMIN BASECAMP. WHAT CAN I DO TO SEE MORE DETAIL? (INSTRUCTIONS FOR WINDOWS AND MAC)

    You can increase the map detail by doing the following:

    Mais Zoom and out of the map in order to see more detail (on the top toolbar go to View > Zoom in)

    Example of GPS map at two different zoom levels:

    70km Zoom Level

    700m Zoom level

    Then also check the following:

    On the top of the toolbar go to View > Toolbars > Click on Detail level (you need to enable it).

    Your map detail is now set to Highest.

    Look at the bottom of the BaseCamp screen for this window.

    Move the cursor towards the plus sign to increase the map detail on your map.

    Your map detail is now set to highest.

    51) GPS MAPS: NEW GPS MAPS RELEASED POIS’ SEEM TO BE LESS THAN PREVIOUS RELEASES?

    Firstly, please check that your Map Detail on Basecamp is set to highest – refer to 󈬆. The T4A maps aren’t very detailed in Garmin BaseCamp. What can I do to see more detail? (Instructions for Windows and Mac)” on our FAQ page.

    Secondly, please note the following:

    As our map products grow and the maps get larger with more information, map performance and functionality have to be compensated for. We do not remove any information or release a map with less information on it as a previously released version. For example a town e.g. Palapye: on our 14.10 release you may have seen this town and its POIs appear as follows at a certain zoom level:

    Then, when you view the same town on our new map version, for example 18.05 at the same zoom level you may see the following:

    This difference in appearance has to do with at what zoom levels the different kinds of info is switched on and displayed. More info at higher zoom levels makes the maps much more heavy and slower. On the contrary, 18.05 has more info than older maps e.g. Palapye:

    The info in 18.05 is thus only switched on at one or two zoom levels lower than the previous versions, but there is definitely more info. This is a necessary evil in order to have a balance between good performance and information. A heavy and slow map will cause much frustration regarding usability.

    52) GPS MAPS: LOADING T4A GPS MAPS TO THE NEW GARMIN NUVICAM LMTHD WITH 2 MEMORY CARDS

    The new GARMIN nuviCam LMTHD with the built-in Camera comes with 2 memory cards.

    When loading the map to the device using Mapinstall, the installer loads the map to the memory card but, since this is a new model GARMIN with 2 cards the installer does not know the difference between the camera memory card or the map memory card.

    With both cards slotted in, the Tracks4Africa map could be loaded to the camera memory card – the GARMIN nuviCam LMTHD will then show an error asking to move the memory card to the map slot.

    To overcome this problem: remove the camera memory card to ensure Mapinstall can see only the map memory card and try again. The Tracks4Africa GPS map should then be successfully loaded onto the correct memory card in the maps memory slot.

    53) GPS MAPS: THE GPS TELLS ME THAT THE NEWLY BOUGHT SD CARD VERSION 18.05 REACHED THE END OF ITS LIFE AND THEREFORE COULD NOT LOAD IT.

    This problem has been reported mainly on the Garmin Drive/Assist range – but follow the instructions below for any Garmin model.

    Copy the contents of SD Card to your desktop and then format the SD Card, then copy only the “Garmin Folder” to the SD Card.

    54) GPS MAPS: HOW DO I TRANSFER MAP/S TO MY GARMIN GPS OR COMPATIBLE DEVICE USING GARMIN MAPINSTALL ON MY WINDOWS PC?

    Maps are viewed in Garmin BaseCamp and then transferred via Garmin MapInstall from your PC to the GPS.

    Passo 1: To install BaseCamp on your PC, visit http://www8.garmin.com/support/download_details.jsp?id=4435 and follow the on screen instructions.

    Passo 2: To install MapInstall, visit http://www8.garmin.com/support/download_details.jsp?id=3291 and follow the on screen instructions.

    You now have a legal working copy of Garmin BaseCamp and MapInstall.

    If you already have BaseCamp on your PC, go to HELP to CHECK FOR SOFTWARE UPDATES and make sure you are using the latest version. The steps below are applicable to BaseCamp v3.3.3 (or later) and MapInstall v4.0.1 (or later).

    When sending the map/s, MapInstall should be open and your GPS system switched on and plugged in. Each time a map set is sent to a Garmin GPS the previously loaded maps are erased from the GPS. If your Garmap maps are on your SD card, send your T4A maps to the internal memory on your device and vice versa.

    To transfer maps to your device, open MapInstall.

    NB! If you have a older version on your internal memory of the GPS or an SD Card then, you must remove it before transferring the new maps to your GPS unit. Explore the internal memory / SD Card and look either under the Garmin folder or map folder for the file ending with img. Cut this file and place it on your desktop for safety. After following the steps below, where the new maps are place successfully on your GPS. You may remove the img file form your desktop.

    O device + SD card should be listed in one line. If you want to transfer maps to the internal memory of your device, make sure that no SD card is inserted in the device.

    If you want to transfer maps to the SD card in your device, simply insert the SD card into the GPS.


    Assista o vídeo: Compare Garmin GPSMap 62S vs Garmin GPSMap 60Csx